terça-feira, 15 de maio de 2012

Enigmas e Charadas - Sequências

Enigmas, quebra-cabeças, charadas e outros desafios mentais eram atrações garantidas em diversas aventuras antigamente, mas cada vez mais eu tenho visto o seu número diminuir. Por esse motivo comecei uma série de postagens com esses elementos para serem utilizados em qualquer jogo, já que a sua mecânica não tem nada a ver com regras de RPG e sim com simples lógica, raciocínio e percepção.

O objetivo é disponibilizar esses "quebra-cucas" para serem usados em qualquer mesa para desafiar seus jogadores e não os dados que eles rolam. No entanto, apesar desses desafios serem construídos para serem resolvidos sem a necessidade de se envolver a mecânica de cada sistema, o mestre pode, se quiser, dar dicas para aqueles personagens que possuem alguma perícia, habilidade, talento ou algo parecido, apropriado à situação.

O desafio de hoje é de percepção e memória. Além disso, ele vai recompensar aquele jogador que se preocupou em comprar um equipamento adequado para situações como essa. Lembram-se daqueles jogos de memória em há quatro objetos, letras, teclas ou símbolos que brilham, emitem um som em uma sequência específica. Basicamente, quando o desafio começa, é mostrado uma sequência simples, de um elemento apenas, e os aventureiros devem tocá-lo para repeti-la. A seguir, a cada rodada, a sequência aumenta em um elemento, tornando sua repetição mais difícil. E aqui entra a memória ou o cuidado dos jogadores. Se ele tiver uma boa memória, vai se lembrar da sequência. Se ele tiver se lembrado de comprar para seu aventureiro penas e pergaminhos ele poderá anotar a sequência que você ditar e repeti-la.

Para dar um exemplo, imagine um aposento com um círculo no meio onde quatro pilastras feitas de uma pedra escura, entalhadaS com diversos símbolos de uma lingua antiga, ficam em volta de uma urna. Tal urna, contém algo que os aventureiros buscam, seja um item poderoso, a chave para um local onde deseja chegar ou o coração de um monstro que só morre se seu coração for destruído. Porém, para abri-la eles terão que acertar uma sequencia, que se forma por meio dessas quatro pilastras, uma ao norte da urna, uma ao sul, uma a leste e outra a oeste. Quando, qualquer um se aproximar ou tocar na urna uma das pilastras brilha. Caso ela seja tocada, um energia arcana é sentida e começa a se acumular em volta da urna. A seguir a mesma pilatra brilha de novo e logo em seguida, uma outra, ou ela mesmo brilha novamente. Caso os jogadores acertem que devem tocar as pilastras na ordem o jogo vai continuando até que eles acertem uma sequência grande. Para exemplificar, vou assinalar números para as pilastras. A do norte será a 1, a do leste a 2, a do sul 3 e a do oeste 4. Assim que começa o "jogo", a pilastra 3 emite uma luz azulada que pode ser vista emanando das runas esculpidas nela. Se tocada, ele emite o mesmo brilho e uma energia parte dela para a urna no meio. Após, a pilastra 3 volta a brilha, seguida pela 1. Caso os personagens as toquem na mesma ordem mais energia é dirigida à urna. E isso continua até chegar a um nível desafiador. O exemplo abaixo apresenta uma sequência que pode chegar até 15 toques.

1ª Rodada: 3.
2ª Rodada: 3, 1.
3ª Rodada: 3, 1, 1.
...
Sequência Completa: 3, 1, 1, 2, 3, 4, 2, 2, 4, 1, 3, 2, 1, 4, 4.

Quando estiver narrando a ordem que as pilastras brilham, seja claro, fale alto, sem se interromper e aconteça o que acontecer, não repita a sequência. Se os jogadores forem acertando, a dificuldade vai aumentado e a quantidade de energia arcana acumulada vai aumentando. Se errarem essa energia arcana será perdida, possivelmente com consequências graves para quem estiver por perto. Talvez 1d6 de dano para ser distribuindo para todos que estiverem em volta para o número da rodada em que houve o erro (ou seja, se os jogadores errarem a sequência na 10 rodada, 10d6 de dano serão distribuidos entre eles). Jogadas de proteção podem ajudar, ou não. Se erreram, volta tudo desde o começo novamente, com uma sequência de um número, que pode ser diferente ou não, dependendo do mestre.

Não deixe nenhum jogador anotar a sequência, a não ser que seu personagem tenha como fazer o mesmo. Se algum jogador foi cuidadoso e se lembrou de comprar pena, tinta e papel, ele terá uma grande vantagem nesse desafia. Isso se ele se lembrar de utilizá-los é claro.

E aí? O que acharam o desafio de hoje? Ele foi inspirado em outros jogos que utilizam exatamente esse mecanismo. E para a próxima vez? Que tipo de desafio vocês gostariam de ver por aqui? Charadas? Desafios lógicos? Matemáticos? Memória?

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.