sábado, 24 de janeiro de 2015

Resenha - DCC #82.5 Dragora's Dungeon - Exploração, Facções e Dragão no 1º Nível!

Uma das mais recentes aventuras lançadas para o Dungeon Crawl Classics RPG é, na verdade, um relançamento de um módulo da linha quando ela publicava conteúdo para Dungeons & Dragons. Relançada durante a GENCON de 2014, a aventure foi readaptada para o novos sistema e mantém a qualidade que já conhecemos da linha do DCC RPG.

Dragora's Dungeon é uma excelente aventura Old School com tudo aquilo que a gente espera de um módulo desse estilo e de um módulo de Dungeon Crawl Classics. Feita para personagens de 1º nível, ela traz verdadeiros desafios que devem ser superados com astúcia e criatividade. Um grupo treinado apenas a "apertar o botão de soco forte" terá sérios problemas neste módulo e, dificilmente, chegará sequer na metade dele. Apesar disso, ele ainda oferece boas cenas de batalhas, além de bastante oportunidade para exploração, interação com NPCs e facções, alguns problemas que devem ser resolvidos sem auxílio dos dados pelos próprio jogadores e outras coisas.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Locação Instantânea - Poções, Pomadas e Pós de Ardilius

Demorou mas aqui está a segunda Locação Instantânea. No intuito de proporcionar mais material de jogo utilizável para todo mundo, comecei uma série de postagens chamada "Locação Instantânea", onde pequenos artigos descrevem um local interessante para jogos de RPG que possam servir de inspiração e ponto de partida para outras coisas.

Cada entrada descreverá um local brevemente, de modo a torná-lo facilmente inserido em cenários diversos, com personalidades, curiosidades e acontecimentos. Alguns podem servir como pequenas aventuras, outras como uma base de operações ou, simplesmente, locais de interesse. Já tivemos a Taberna do Olho Dourado, e hoje é dia de apresentar a pequena e excêntrica loja do alquimista Ardilius, um fornecedor de fórmulas para vários usos, desde simples remédios para dor de cabeça até poções capazes de aumentar a concentração de feiticeiros.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Reporte de Sessão - Deuses do Metal de Ur-Hadad - 4ª, 5ª e 6ª Sessões

Uau! Parece que eu esqueci de fazer uma porção de reportes de sessões da mesa que eu ando jogando com o pessoal do Metal Gods of Ur-Hadad! Tudo bem, sem comoção, gente! As sessões são curtinhas então não há tanto problema assim dar aquela compilada nas coisas. Como eu e o +Gabriel Perez Gallardi somos da América do Sul e o resto da galera é lá dos EUA e de diversos estados com fuso horários distintos, a janela de tempo que é confortável para todos jogarem sem ninguém babar no teclado é curta. Cada sessão tem durado apenas 2 horas e ainda rola um bate papo antes de começar.

Pelo que eu me lembro, o último reporte parou quando o grupo botou os guardas para dormir e entramos na estalagem fortificada que eles defendiam. Pois bem, enquanto parte do grupo foi adentrando a estalagem para comer algo e quem sabe descansar, outra parte (mais maníaca homicida) resolver dar um fim nos guardas e os levou para o acampamento dos bandidos ainda sobre o efeito do "pó sexual" lá. Por sorte, nenhum deles foi afetado pelo efeito.

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

No final, quem manda no jogo são os jogadores (+ um item mágico)

É muito comum no RPG nos referirmos a um de seus participantes como Mestre. Isso vem desde o começo do hobby e muitos jogos adotam esse terminologia como padrão, inclusive o RPG mais conhecido do mundo, o Dungeons & Dragons que se refere a ele como Dungeon Master (Mestre da Masmorra). De maneira geral, talvez a terminologia mais comum seja o de Mestre do Jogo, ou Game Master. Dessa forma, até parece que ele é quem comanda e controla todo o jogo, que manda na parade né?

Mas não é bem assim que as coisas funcionam. O Mestre de fato, tem algum poder sobre o jogo. Afinal, ele é, geralmente, aquele que o conhece melhor, sabe as regras, tem uma certa discricionariedade na aplicação das mesmas (interpretando como aplicá-las em cada situação), prepara aventuras, mundos e NPCs com os quais os personagens dos jogadores vão interagir e, de maneira geral, a palavra dele é a final sobre o que pode ou não acontecer na mesa de jogo. Mas falta uma coisinha nisso tudo aí: ele está ali para, primeiramente, entreter os jogadores em um jogo cooperativo de criar e vivenciar histórias.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Reporte de Campanha - Caçadores de Emoções no DCC RPG - Sessão 5

Olha o reporte em última hora da campanha de Dungeon Crawl Classics RPG que rola às segundas-feiras aqui em casa. Como se lembram (será?), na última sessão reportada aqui, o grupo tinha "oferecido" um de seus companheiro para a árvore devoradora de Malloc e, depois de ouvirem a entidade perguntar se eles procuravam sua benção, muitos deles disseram que sim e receberam recompensas mágicas (um ponto de atributo) mas também uma marca, como uma deformação que os identificariam como ligados ao Caos.

Então, depois de encerrada a cerimônia, com uma parte do grupo satisfeita pelo que receberam e outra parte horrorizada pelos atos de seus companheiros. Era hora de partir e retornar para a cidade. Nessa sessão, tivemos a presença de mais um jogador que resolveu aproveitar às férias para jogar um pouco e ele pegou 4 personagens feitos no gerador da Purple Sorcerer Games. Agora, eu tinha que inseri-los na aventura e, idealmente, rápido, pois é um saco ficar parado em uma mesa de jogo por horas esperando poder fazer algo. Ainda mais porque, nesta sessão, o grupo iria evoluir os personagens sobrevivente para o 1º nível assim que chegassem em Punjar novamente.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Ficha para DCC RPG em um mundo Pós-Apocalíptico Fantástico!

Galera, hoje a postagem vai ser bem rapidinha, pois passei o dia todo desenhando e editando uma ficha especial para o Dungeon Crawl Classics RPG. Inspirado pelo Zine Crawling Under the Broken Moon e pelos relatos do Mutant Crawl Classics do +Jim Wampler, eu resolvi fazer uma ficha desenhada a mão para jogar DCC RPG em um mundo pós-apocalíptico fantástico.

Na melhor "vibe" de Thundarr the Barbarian, me debrucei sobre a minha ficha anterior (para DCC RPG também) e tentei adaptá-la a esse novo cenário, misturando ruínas, tecnologia e coisas esquisitas. Acho que o resultado ficou bem legal! Vai ajudar bastante a dar o clima da história do cenário para o pessoal que vai jogar comigo esses próximos meses. Aliás, domingo, dia 18 de janeiro, vou lá no RPG Urbano aqui do Rio de Janeiro levar uma mesa de Dungeon Crawl Classics nesse cenário pós-apocalíptico com fantasia. Teremos de tudo, desde guerreiros, magos e homens-bestas à cyborgs, mutantes e raios laser!

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Agora somos "www.pontosdeexperiencia.com.br"! E um RPG gratuito!

Este blog tem um pouco mais de 3 anos agora. Comecei lá no final de 2010 com pouquíssima ambição, apenas para ter um espaço onde eu pudesse registrar minhas impressões, anotações e experiências de jogo, ocasionalmente colocando dicas e informações até para me auto-relembrar delas. Eu nunca imaginei que eu chegaria a ter um blog com cerca de 1000 cliques diários (que para mim é algo inacreditável) e uma fan-page no Facebook com mais de 8000 curtidas.

Mas essa postagem não é para eu me vangloriar de nada não, muito pelo contrário. É para agradecer a todo mundo que um dia visitou essa página, que visita sempre que pode, que curtiu a fan-page no Facebook, que comentou por aqui (principalmente) e que me motiva todo dia a continuar a escrever sobre essa hobby que eu gosto tanto e que tanto quero ver crescer, cada vez com mais praticantes. Infelizmente eu não tenho condições de presentear cada um de vocês (eu não sou milionário, ainda). Sendo assim, fica aqui um grande obrigado e um abraço para cada um.