terça-feira, 16 de agosto de 2016

Trazendo RPGs (e outros jogos) na sua Mala

Só deu para trazer isso da GENCON...
A GENCON acabou há alguns dias e, como não podia deixar de ser, eu trouxe muitas coisas de lá. Muitos e muitos livros de RPG, alguns Board Games e poucos Card Games. Minha ideia indo para lá foi de comprar o máximo que pudesse para economizar o frete e aproveitar a isenção de 500 dólares vindo de lá. Levei só o necessário de roupa e outras coisas a usei todo o meu limite de bagagem, peso e de dólares para trazer o que eu queria. Quer dizer, na verdade a GENCON é onde você compra mais coisas do que queria, porém menos coisas do que gostaria.

Essa postagem, então, é para tirar algumas dúvidas que vi colegas tendo sobre o que você pode ou não trazer em termos de jogos lá de fora. Como tudo é tributado? O que fazer para não precisar pagar impostos e coisas assim, tudo dentro da lei, até porque sou caxias pra caramba. Os dados e referências utilizados são para viagens internacionais para os Estados Unidos e voltados para compra de jogos de mesa (livros de RPG, Board Games e Card Games).

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Suspendendo a Imersão


Quando seus jogadores estão sentados nas pontas das cadeiras, se imaginando na pele de seus personagens, suando frio com a descrição da aventura, eles estão imersos no jogo. Muitos falam na imersão como o ápice da diversão, o máximo do teatro da mente, onde todos vivenciam aquela realidade construída em conjunto de forma completa.

Não é fácil chegar neste clima nem mantê-lo por muito tempo, mas será há momentos em que seja desejável o contrário: suspender a imersão?

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Iniciativa: Quando Rolar?

A iniciativa funciona como uma etapa do combate ou da sequência de ações, que precisam ser ordenadas para serem declaradas e resolvidas. No D&D, por exemplo, costumam agir primeiro os personagens mais rápidos e que tem bonus de agilidade.

Ao passo que organiza a cena, a iniciativa às vezes emperra um pouco o jogo, você já deve ter notado, visto que muitas vezes interrompe o inicio de uma cadeia de ações, suspendendo a imersão durante algum tempo. Quando rolar iniciativa, então?


terça-feira, 26 de julho de 2016

Está na hora de conhecer Lamentations of the Flame Princess

Quanto tempo, não é? Pois é. Ando bastante ocupado com os preparativos para a GENCON deste ano e escrevendo algumas coisas para DCC RPG. Mas hoje eu venho com uma mensagem muito importante para você que procura alguma coisa nova, interessante e fora da mesmice que permeia o mundo RPGístico moderno: CONHEÇA LAMENTATIONS OF THE FLAME PRINCESS!

Para quem não sabe, o Lamentations (LotFP) é um RPG da escolha Old School, parte da OSR, mas que tem uma abordagem de temas bastante adulta, inovadora, com um foco em horror, fantasia estranha e fantasia histórica. Ah, sim. E totalmente sem censura. A ideia do criador, o genial James Edward Raggi III, é que se essa história de aventureiros adentrando masmorras antigas e esquecidas, lugares proibidos, cheios de monstros e com tesouros enterrados fosse real, isso seria extremamente perigoso. Só loucos fariam isso. Afinal, se fosse fácil, não haveriam mais tesouros lá, não é?

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Financiamentos de RPG em Julho de 2016 - Imperdível!

Faz muito tempo que não posto nada por aqui falando sobre financiamentos coletivos que estão rolando por aí. De vez em quando, eu até posto alguma coisa lá na página do blog no Facebook, coisas legais e tudo mais. Mas, se eu parar para escrever uma postagem para o blog, vocês podem ter certeza que o financiamento é algo muito especial e vale muito a pena participar! Pelo menos se vocês tiverem um gosto parecido com o meu (bom gosto, eu quero dizer).

Basicamente eu vou falar de dois financiamentos de dois jogos que eu considero perfeitos para o público brasileiro. São RPGs ou que já são tradicionalíssimos por aqui e queridos por todos nós, ou que são simples e focados, sem muitos suplementos que nos fazem sentir necessidade de ficar comprando mais e mais livros para poder "jogar direito". São RPGs para pegar e jogar e jogar e jogar sem parar, não para ficar na prateleira. E, para variar, são RPGs Old School, aqueles que focam mais no jogo, na habilidade dos jogadores e usam as regras apenas como bases para resolução de coisas que não se pode resolver de outra forma.

terça-feira, 28 de junho de 2016

Ferramenta para Mestres - Rory's Story Cubes

Eu adoro dados! Dados de todo os tipos, cores tamanhos e quantidade de faces. Não é à toa que eu seu fissurado por Dungeon Crawl Classics RPG, Edge of the Empire e outros jogos que tem conjuntos de dados diferenciados e usa essas antigas ferramentas de novas e criativas formas. Quando eu soube da existência desses jogos de dados que são usados para improvisar histórias eu sabia que eu iria adorá-los.

Chamados de Rory's Story Cubes, esse jogo e suas expansões são compostos de conjuntos de vários dados de seis faces em que, no lugar dos números, cada face apresenta um ícone, um desenho, que a pessoa usa e interpreta para criar histórias e situações. O conjunto básico, chamado de original, contém 9 dados, cada um com seis ícones, totalizando 54 imagens que podem ser usadas para criar histórias.

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Todos os Personagens são Neutros... Até que se Prove o Contrário - Regra Alternativa para Alinhamentos

Arte de Petter Mullen
A escolha de um alinhamento para o personagem logo no início do jogo é uma tradição dos jogos de fantasia que vem desde a sua origem em 1974. Inspirado principalmente na literatura de Paul Anderson e Michael Moorcock, a luta das forças do Caos e da Ordem, e a escolha de um lado desta disputa faz parte do personagem desde o início do jogo.

Além disso, o alinhamento geralmente é usado para definir a filosofia e o comportamento dos personagens também. Personagens ordeiros seriam aqueles que acreditam em união, prosperidade e nos valores coletivos acima dos valores individuais. Personagens caóticos acreditam na entropia, na mudança, nos valores individuais sobre os valores coletivos, doa a quem doer. Já os neutros, fazem uma ponderação, acreditam na individualidade mas não necessariamente sobre a derrota do coletivo. Mas no final das contas, raramente um personagem ordeiro é ordeiro 100% das vezes (afinal, o personagem é ordeiros, mas os jogadores são quase 100% das vezes Caóticos Neutros).