sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Piratas nos RPGs! - Especial "Dia de Falar como um Pirata"

Yarrr, seus cães sarnentos! Larguem essas garrafas de rum e prestem atenção! Hoje é o Dia de Falar como um Pirata e o blog Pontos de Experiência preparou uma postagem especialmente para falar sobre alguns jogos que funcionam muito bem para campanhas e aventuras envolvendo essas pragas dos mares!

Na maioria dos jogos, os jogadores costumam interpretar os mocinhos, bonzinhos e perfeitos que lutam contra o mal e blá, blá, blá, o que os coloca, costumeiramente, contra os piratas. Hoje, no entanto, vamos falar de jogos em que você pode jogar com o outro lado (não necessariamente sendo a pior raça de piratas possível, afinal, alguns deles tem um código de honra). Obviamente, com um bom mestre e um grupo criativo, qualquer RPG pode ser usado para uma campanha com piratas, mas tem alguns jogos que funcionam especialmente bem para isso e já preveem esse tipo de jogo em seu sistema/cenário. Abaixo cito 5 sistemas apropriados para o tema e depois 5 ganchos de aventuras que podem ser usadas com qualquer um deles!

Edge of the Empire: Esse é bem novo e é um dos novos RPGs (todos usando o mesmo sistema) do universo de Star Wars! Conhecido por aí como o "Han Solo RPG", esse livro foca nas aventuras daqueles que vivem nas fronteiras do Império, longe dos planetas e sistemas mais civilizados, onde a lei é feita por quem consegue sacar seu blaster mais rápido. Os personagens dos jogadores costumam ser contrabandistas, piratas espaciais, mercenários, caçadores de recompensas, trapaceiros, políticos (o tipo mais vil de personagem, é claro) entre outras coisas. Uma campanha com uma tripulação de piratas que saqueia naves, espaço-portos e algumas cidade isoladas é bem possível. Eles podem se meter em uma porção de encrencas se metendo com quem não devia, sendo caçados pelo Império, se envolvendo com a Aliança Rebelde, rivalizando com outros grupos de piratas ou quem sabe até Hutts! Para uma resenha completa desse ótimo RPG, clique aqui.

X-Plorers: Esse RPG minimalista Old School é de fácil aprendizagem e é extremamente flexível. Nós moldes dos jogos de outrora, ele contem um sistema básico que serve como alavanca para jogos de ficção científica no espaço, podendo ser usado para todo e qualquer tipo de campanha! Ou seja, uma campanha de piratas espaciais seria muito simples de se conduzir e o jogo tem tudo o que você precisa para criá-la, sem falar que ele é totalmente gratuito! Você pode baixar o PDF e imprimi-lo sem gastar nada (a não ser tinta e papel), ou pode comprar o livreto impresso baratinho na Lulu.com. Se quiser ler uma resenha sobre esse jogo incrível, clique aqui.

Honor & Intrigue: Partindo do sistema do Barbarians of Lemuria como base, o Honor & Intrigue traz um jogo simples e rápido mas com bastante opções para os personagens com um cenário voltado para aventuras no clima dos 3 Mosqueteiros misturado com Piratas do Caribe e pitadas de fantasia e horror. O livro traz regras especiais para duelos de espadas, ações espalhafatosas e luta com embarcações. Além disso, é descrito um cenário de ficção histórico bem legal, com organizações, rumores e lendas para se basear aventuras. Quer saber um pouco mais? Leia essa resenha aqui.

7th Sea: Um dos mais clássicos RPGs do gênero mas que hoje é difícil de encontrar. A AEG que publicava o livro não o faz mais, mas os PDFs ainda estão a vendo no RPGNow. Com um sistema clássico, um cenário rico e muito material de apoio, esse RPG é um dos mais cultuados nesse clima de jogo e funciona perfeitamente para um campanha de piratas. Para quem curte, o John Wick tem participação na criação desse clássico. Eu, infelizmente, não conheço esse jogo tão bem, mas das poucas vezes que joguei foi muito divertido. É com certeza um das referências para qualquer jogo de aventuras marítimas.

FATE - Freeport Companion: O FATE é, agora, o queridinho do público RPGista, tendo ganho alguns prêmios esse ano na GENCON. De fato, esse é um sistema muito legal, ágil e que traz para todo mundo a responsabilidade de se criar uma narrativa divertida e em conjunto. Pra melhorar, existe um livrinho chamado Fate Freeport que deve ser usado junto com o básico do FATE para campanhas no famoso cenário portuário de Freeport da Green Ronin. Esse livro vem com todas as regras para se jogar no mundo de fantasia medieval onde fica a cidade portuária de Freeport e é um prato cheio para uma campanha de piratas em um cenário fantástico com um sistema flexível e com bastante enfoque narrativo.

Agora é fácil. É só você escolher um desses sistemas, ou algum outro de sua preferência e preparar uma aventura (ou improvisar com a ajuda de seus jogadores) com base em um dos 5 ganchos de aventuras descritos abaixo. Lembrando que eles são apenas ganchos e servem como um ponto de partida para que a história seja desenvolvida!

1. Quem precisa mais dessa carga: Os personagens aceitam um trabalho para, ou decidem por si próprios, roubar uma carga sendo levada para uma cidade isolada. Informações diziam que a carga era muito valiosa, e de fato era. São medicamentos e suprimentos para um cidade necessitada. Seu roubo pode significar a morte e falência de muitos inocentes, mas também muito dinheiro para quem decidir vender o material no mercado negro. Além do dilema moral, o contratante ou outros criminosos podem ter maiores interesses na carga, além da polícia, é claro.

2. Contrabando de pessoas: O grupo é designado para contrabandear uma carga (ou tomam ela de um navio/nave) a fim de vendê-la a um grupo sinistro e perigoso. Acontece que eles descobrem que a carga é, na verdade, uma pessoa. Essa pessoa, obviamente, tenta convencer o grupo a não levá-la, prometendo recompensas para eles (e pode ser útil para tripulação de alguma forma). Acontece que o contrato original é muito mais lucrativos e tem outras pessoas atrás do indivíduo, o que pode complicar a vida do grupo.

3. Carga preciosa: Rumores e contatos informam que um cargueiro estaria transportando uma carga valiosíssima por uma rota supostamente secreta e, por isso, não teria muita proteção. Obviamente o grupo resolve se aproveitar da situação. Acontece que eles não são os únicos a pensar nisso e uma corrida contra o tempo e contra outros navios piratas começa. E o pior, tudo não passa de uma armadilha das autoridades para capturar ou eliminar os cães sarnentos dos mares!

4. Lendário tesouro: Está é uma típica aventura de caça ao tesouro. Em uma de suas viagens os jogadores acabam encontrando um mapa de uma rota lendárias que levaria até a um tesouro perdido e famoso. Acontece que há enigmas e partes do mapa faltando. Eles devem, então, buscar as informações que faltam sem chamar a atenção de outros fanáticos que também buscam pelo lendário tesouro.

5. Navio fantasma: O grupo aborda uma embarcação luxuosa para pilhar seu ouro e tudo corre bem, até eles descobrirem que estão em um navio fantasma e todos ali morreram a centenas de anos atrás. Mas o pior ainda está por vir. Por alguma razão, eles não conseguem deixar o navio e devem enfrentar o destino que se abateu sobre a tripulação e salvá-la se pretendem sair vivos dali. Tudo parece muito estranho, mas se conseguirem livrar o navio fantasma de seu destino, as riquezas fantasmas que roubariam estarão esperando por eles em seus navios.

Bem, espero que tenham gostado, seu vermes marinhos! Yarrr! Quem tiver mais sugestões de RPGs e ganchos de aventuras para jogos com piratas, por favor, deixe seu comentário!

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.