terça-feira, 21 de outubro de 2014

O RPG mais raro que tenho - #RPGaDay

Penúltima postagem para o antigo blogfest #RPGaDay! Hoje vou falar um pouquinho de um dos RPGs mais raros que eu tenho por aqui. Acredito que eu tenha uns exemplares bem difíceis de encontrar, mas não saberia o quão raros cada um deles é, por isso vou escolher um jogo do qual eu ainda não tenha falado nessas séries de postagens.

Então, a minha escolha foi a de falar sobre outro RPG da TSR do início dos anos 80, o GangBusters! Lançado em 1982 em um Boxed Set (que bela tradição que se perdeu com o tempo), esse RPG foca no tema da criminalidade nos Estados Unidos nos anos de 1920, com personagens sendo criminosos, gangsters, policiais, investigadores, repórteres e coisas do tipo. Imagine o RPG do filme "Caça aos Gangsters" e você já tem uma ideia.

Como de costume, na época, a criação dos personagens tinha elementos aleatórios associados a escolhas com base nesse sorteio. Os atributos são modificados de forma temática para o jogo (como Músculos, Direção e Sorte) e são gerados com o auxílio de dados (esse jogo utiliza dados de 10 faces apenas e é baseado em porcentagens). A partir daí, cabe aos jogadores a escolha de uma carreira (que funciona como classe de personagem). As carreiras básicas disponíveis são: Policial, Criminoso, Repórter, Agente do FBI, Agente da Proibição e Detetive Particular. Cada classe, claro, possui habilidades únicas e fraquezas que as diferenciam e ditam o tipo de história que vai rolar no jogo.

A distribuição experiência nesse jogo (que também utiliza níveis) é feita com base na classe de cada personagem. Criminosos ganham pontos com base no sucesso de suas operações, repórteres com base na repercussão de suas matérias e coisas do tipo. Aliás, os níveis vão indicando o status social que os personagens vão alcançando, assim como sua fama na cidade.

A caixa onde vem o GangBusters é bem legal e o jogo é bem simples. Com apenas 64 páginas de regras (outra tradição perdida), uma aventura e um grande mapa da cidade padrão do jogo (além de dados), o grupo tem tudo que precisa para começar a jogar e se meter nas intrigas e jogo sujo da vida de crimes dos anos de 1920!

Eu ainda não tive a oportunidade de jogar essa belezinha, pois a comprei a poucos meses. Mas o Saia da Masmorra está aí pra isso mesmo! Mas e vocês? Qual o RPG mais raro que vocês tem por aí?

Esta postagem foi a nº 30 do #RPGaDay! A próxima postagem é a última e será sobre o meu RPG favorito de todos os tempos e porque eu gosto tanto dele!


Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.