domingo, 27 de dezembro de 2015

Ganchos de Aventuras - Natal e Final de Ano

Estamos naquela época do ano em que comemoramos o nascimento de nosso Salvador: Gary Gygax! Brincadeiras à parte, chegamos nas festas de final ano, natal, ano novo e etc (não cito as outras mais por medo de escrever errado, combinado com preguiça). Mas o principal é que é época de nos lembrarmos porque nós só vemos aquele familiar uma vez por ano e de torcermos para que pelo menos um dos presentes seja algo legal.

A maioria dos grupos de jogo, acredito eu, dá uma pausa nessa época, retornando somente em janeiro, pois os compromissos familiares, viagens e compras de ultima hora nos sugam todo o tempo, energia e sanidade. Mas, quem sabe, você não é aquele sortudo que ainda vai jogar algo, ou que convenceu os primos a experimentarem esse tal “errepegê”. Não seria legal termos algumas ideias e ganchos de aventuras com uma temática especial para a ocasião? Seguem abaixo algumas ideias que você pode usar para criar aventuras completas!

Sumiço de Noel, o Vermelho: Gandalf não foi o único mago da Terra-Média a se afeiçoar pelos hobbits do Condado. Noel, o Vermelho, era particularmente interessado na ingenuidade e pureza de coração das crianças daquela raça dos Povos Livres e, todo ano, na época do Yule, viajava dos confins da Terra-Média para trazer a elas brinquedos feitos pelos elfos. Um pouco de magia na pacata vida dos hobbits. No entanto, este ano ele não apareceu e, apesar da maioria dos hobbits adultos não querer se envolver em aventuras, alguns deles decidem investigar o quê aconteceu. Noel teria desaparecido na Velha Foresta, pouco depois de visitar seu velho amigo Tom Bombadil. Boatos falam de um velho mal que teria despertado com a barulho dos sinos de seu trenó.

A Mais Longa das Noites: Os antigos Feiticeiros do extinto Império de Zartar sabiam que no solstício de inverno o mundo tinha a sua noite mais longa e criaram rituais a serem realizados por todo o Império para se certificarem de que o Sol nasceria novamente. Milhares de anos depois, as tradições criadas nos tempos antigos foram caindo em desuso e em descrença, até que no solstício deste ano, o Sol não nasceu mais. Fala-se que o mesmo ficou preso nos planos inferiores pois os sacrifícios que eram oferecidos há milênios não são mais. Quem ira descer para o abismo e recuperar a liberdade do sol para evitar que as trevas reinem sobre o mundo?

O Cometa que Não Passou: Todo final de ano, o Cometa Genar corre pelos seus do firmamento e, segundo os sábios, ele renova as esperanças dos povos em um futuro brilhante, enchendo-lhes de amor e compaixão. No entanto, o cometa não correu o céu este ano e coisas estranhas começaram a ocorrer. As pessoas foram se tornando mais egoístas, mesquinhas e cruéis umas com as outras. Poucos não foram afetados e agora cogitam o que fazer: viajar para o firmamento para tentar encontrar o cometa perdido? Como fazer isso?

O Sumiço das Crianças: Os pais do reino sempre contavam histórias para disciplinar suas crianças sobre o velho bruxo que as pegaria se elas não se comportassem apara trabalharem como escravos para ele na noite mais longa do ano. Quando no dia seguinte centenas de crianças desaparecem, perguntas começam a surgir e pequenos monstros deformados começam a roubar itens valiosos por aí. Será que há alguma relação?

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.