quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Sorte de Bêbado para DCC RPG

Seguindo com a sequência de regras opcionais para jogos de Espada e Feitiçaria para o Dungeon Crawl Classics RPG, venho hoje trazer algumas regrinhas simples para se lidar coma bebedeira típica das histórias de Espada e Feitiçaria (Conan que o diga). Em um cenário em que a cura mágica é extremamente rara, um gole de um bebida estimulante pode dar um novo fôlego aos personagens, mas pode custar a eles seus reflexos. Sem contar que não há na mais tradicional nos jogos de fantasia do que se reunir na taverna ao redor de canecos de vinho e cerveja.

Uma outra postagem falará mais a fundo sobre regras opcionais para cura não mágica para DCC RPG, mas falaremos brevemente por aqui do papel das bebidas alcóolicas nessa situação também. De maneira geral, o consume dessas bebidas tem leves benefícios inicialmente mas podem deixar o personagem tonto e mais lento com o tempo, mas também pode permitir que ele se aproveite da lendária "Sorte de Bêbado". Nos contos de Espada e Feitiçaria os personagens estão constantemente bebendo e isso pode e deve ser reforçado na mesa de jogo sempre que possível (não necessariamente entre os jogadores, mas entre os personagens).

Limite de bebedeira: Cada personagem tem um limite máximo de doses de bebida que podem ingerir por dia sem correr o risco de ficar embriagado. Esse número é igual a 4 mais o modificador de Vigor do personagem, podendo ir desde 1 dose, até 7 delas. Uma dose pode variar desde uma caneca de cerveja leve, até um copinho de um destilado bem forte.

Uma dose para se recuperar: Depois de uma batalha ou cena que cause dano ao personagem, o mesmo pode descansar por 1 turno (10 minutos) e consumir uma dose de bebida alcóolica para recuperar uma quantidade de pontos de vida igual ao seu Dado de Vida reduzido em um passo na cadeia de dados (se 1d12, ele recupera 1d10). No entanto, o personagem não pode recuperar mais PVs do que perdeu na última cena ou combate e ele só pode fazer isso uma vez a cada cena ou combate.

Coragem de bêbado: Depois de ingerir uma dose de bebida alcóolica, o personagem goza de um bônus de +1 nas jogadas de Vontade por 1d4 turnos. Bêbados costumam ter mais coragem do que deveriam.

A sorte favorece os embriagados: Uma vez por aventura (ou sessão), quando os personagens beberem mais do que seu limite de bebedeira eles ganham 1 ponto de Sorte. Os personagens não podem estar bebendo sozinhos, devendo ter, ao menos, a companhia de outro companheiro.

Ficando bêbado: Quando um personagem ultrapassa seu limite de bebedeira diário, ele deve fazer uma jogada de Fortitude com CD 15 (+2 para cada dose adicional) ou sofrer um redutor de -1d na cadeia de dados para todas as ações até ficar sóbrio novamente (fazendo uma outra jogada de Fortitude a cada hora com a mesma CD, que se reduz em -2 a cada hora adicional depois da primeira).

"Sorte de Bêbado": Quando um personagem estiver bêbado (veja acima), e apenas quando ele estiver bêbado, ele pode gastar 1 ponto de Sorte para aumentar o dado de uma rolagem (qualquer uma, inclusive de dano) em +1d na cadeia de dados. Ele pode fazer isso até o limite de 1d30 para qualquer rolagem.

Com essas pequenas e simples regrinhas, acredito eu, o espírito dos contos de Espada e Feitiçaria com seus personagens embriagados pode ser refletido de maneira mais significativa e divertida na mesa de jogo. Há vantagens e desvantagens de se consumir bebidas alcóolicas, e isto oferece uma escolha interessante aos jogadores.

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.