domingo, 29 de novembro de 2015

Estranhos achados no Bazar da Grande Cidade

Um dos grandes clássicos de quase todas as aventuras de RPG que já joguei é aquele grande Bazar de comerciantes com barracas de todos os tipos em uma grande pátio na cidade. Este é sempre um lugar onde algo está acontecendo, onde podemos encontrar alguma coisa que estávamos procurando, onde descobrimos algo que desconhecíamos ou algo do tipo.

Assim, combinando a minha mania e obsessão por tabelas com a necessidade que eu tenho de ferramentas para criação de conteúdo de jogo de forma improvisada, pensei em fazer uma pequena tabela com coisas interessantes que um grupo de aventureiros pode encontrar em uma bazar desses. O objetivo é pensar em situações interessantes, estranhas e incomuns, e não refletir fielmente a realidade cotidiana de tais eventos. O mestre de jogo que optar por utilizar esta tabela deve ter isto em consciência.

1. Uma pequena barraca, ignorada pela maioria das pessoas, vende pequenos objetos estranhos. Sólidos de vários lados, com números inscritos neles. O vendedor diz que tais objetos são capazes de alterar o destino de seus donos.
2. Uma barraca que vende, entre outras coisas de fantasias, máscaras. Entre elas, máscaras que se parecem demais com os personagens dos jogadores.
3. Um artista pouco conhecido que vende desenhos feitos com carvão. Alguns deles parecem sonhos psicodélicos que são, na verdade, previsões do futuro.
4. Uma trupe circense que faz truques muito perigosos, aparentemente mortais, mas que nunca resulta em ferimentos a seus membros.
5. Uma velha senhora que anda pela feira lendo o destino das pessoas em troca de algumas moedas. Ela pega a mão de um dos heróis, prevê um fim terrível relacionado à aventura que se aproxima, e estende a mão à espera de pagamento.
6. Um vendedor de espelhos de várias formas e tamanhos, com pequenos espelhos que refletem os personagens em momentos diferentes de suas vidas (mais velhos, mais novos).
7. Um velho pedinte que, ao ver os personagens, sai correndo apavorado e gritando “NÃO!!! ELES ESTÃO MORTOS! EU VI ELES MORRENDO!”.
8. Um vendedor de roupas estranhas, todas pretas, com desenhos macabros em suas estampas e nomes de bandas de Metal com letras quase ilegíveis.
9. Uma jovem de aparência frágil vendendo cristais de várias cores e tamanhos, dizendo que os mesmos possuem propriedades místicas. Verdade ou mentira?
10. Um teatro de marionetes representando aventuras que os personagens vivenciaram, mas os substituindo por outros personagens.
11. Uma criança, aparentemente perdida, mas que reconhece um dos personagens como seu pai. Ela sabe muito sobre a vida dele.
12. Um vendedor de caixas decoradas com uma caixa estranha, cheia de runas antigas, impossível de se abrir. Ele diz que a caixa guarda um tesouro valioso, mas que é preciso ser o “escolhido” para abri-la.
13. Um quadro antigo que mostra uma paisagem diferente para cada um que o observa.
14. Um grupo de gatos que rouba objetos valiosos dos frequentadores do Bazar.
15. Um vendedor de “desejos”. Ele cobra moedas de ouro para realizar desejos que se tornam verdade em um ano e um dia. Será?
16. Um vendedor de mapas antigos com mapas de mundos estranhos e cidades de outras dimensões. Ele diz ter achado esses objetos em uma estranha torre ao norte da cidade.
17. Uma velha senhora, vendedora de pequenos objetos, amuletos e outras coisas para espantar espíritos malignos insiste em entregar um pequeno medalhão de “proteção” a um dos personagens.
18. Um grupo de aventureiros que se parece muito com o dos jogadores, porém mais velhos e experientes e faltando um deles. O grupo evita os personagens a todo custo.
19. Uma mulher sendo carregada a força para o centro da praça para ser apedrejada por bruxaria. Seus olhos cruzam os de um personagem em súplica e ele a reconhece. Ela é sua esposa, no futuro!
20. Um pequeno homem vendendo ervas exóticas com propriedades medicinais e alucinógenas.

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.