terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

O que vocês veem... Ao redor da foguera

Em toda mesa de RPG quando os personagens se preparam para descansar e passar a noite em algum lugar (até mesmo na suposta segurança de uma cidade), os jogadores cogitam montar uma guarda, um revezamento entre os personagens, sempre deixando alguém acordado para ficar de olho no que está acontecendo. Afinal, o mestre maligno pode colocar alguma coisa por ali, fazer com que uma besta os ataque de surpresa ou qualquer outra maldade típica que esses carrascos fazem (e sim, a gente faz essas coisas).

Sendo assim, é de bom grado recompensar esse cautela dos jogadores e mostrar para ele porque é bom que eles mantenham esses hábitos. Sempre que os jogadores montarem uma guarda de vigília para a noite ou para passar algum tempo em algum local em segurança, mesmo que nenhum encontro aleatório aconteça e nada os ameace de verdade, é de bom grado o mestre relembrá-los que as coisas poderiam ter acontecido de outra forma, e eles poderiam não ter tanta sorte na próxima vez, ainda mais se não estivessem em vigília.

Pensando nisso, criei mais uma tabelinha com alguns resultados para inspirar mestres na hora em que estiverem na mesa e quiserem narrar algum acontecimento inusitado durante a vigília da madrugada.

d20
O que vocês veem...
1
Tudo parece imóvel como se congelado no tempo, até que o uivo de um lobo desperta um coral destas criaturas.
2
A vegetação ao redor do acampamento se meche e sacode, como se algo estivesse passando por ali.
3
Passos de alguma criatura inumana pode ser ouvida, rodeando o acampamento.
4
O brilho de pequenos olhos, talvez uma dúzia deles, olhando de dentro das sombras que rodeiam a luz da fogueira.
5
O silêncio da noite é dilacerado pelo grito estridente de uma mulher, imediatamente sendo calado novamente.
6
Uma pessoa perdida, em estado quase sonâmbulo esbarra no acampamento de vocês, se perguntando onde ela está.
7
A luz de três tochas sendo carregadas por pessoas pode ser vista ao longe, se aproximando.
8
Os restos do que teria sido um outro acampamento no mesmo local, mas fora escondido ali. Há marcas de sangue nas coisas.
9
Uma sombra, incorpórea, que passa pelo acampamento, permanecendo apenas alguns segundos sobre o grupo, deixando seus corações pesados e gelados.
10
Uma pessoa, fugindo de algo que ela não viu e diz estar sendo perseguida esbarra no acampamento do grupo.
11
Um corvo negro pousa sobre um árvore próxima e parece observar o grupo por um tempo e depois vai embora.
12
Ao longe, sobre a luz da lua, pode-se ver pessoas sendo atacadas por predadores, cercando-as, sem chance para que escapassem.
13
Bem próximo, vocês veem as sombras de pessoas portando armas passando. Elas parecem parar por um tempo, mas prosseguem seu caminho logo em seguida.
14
Ao se levantarem no dia seguinte, o grupo vê uma série de pegadas ao redor do acampamento, como se algo ou alguém tivesse rodeado o grupo durante toda a noite.
15
Uma brisa estranha sopra em sentido contrário ao vento, contendo as vozes guturais de criaturas sinistras que falam sobre atacar o grupo enquanto dormem.
16
O som de luta e de pedido de socorro surge vindo de diversas direções ao redor do acampamento. Vozes diferentes e não familiares ecoam pela noite.
17
A paisagem parece intocada, imóvel e silenciosa. Mas você não consegue se livrar da sensação de que há alguém te observando.
18
Entalhado em uma árvore próxima "mantenha seus olhos abertos ou a morte virá em seus sonhos".
19
Uma pessoa entra cambaleando no acampamento e cai no chão morta por um ferimento sangrento.
20
Um predador se aproxima do acampamento, mas ele parece ouvir ou perceber algo que o chama para longe, assustado.

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.