segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Aventuras nos Planos Elementais

Muitas vezes quando lemos em um livro de RPG sobre viagens extra-planares para os planos elementais e cogitamos criar aventuras por lá, temos algumas dificuldades em imaginar cenários interessantes e cativantes paras nossos jogos. Afinal, são "mundos" feitos de apenas um elemento certo? Não há muita variedade em uma grande bola de fogo, sem falar que há poucas chances de alguém sobreviver por ali.

Bem, não é necessariamente dessa forma. Da mesma forma que adaptamos ambientes hostis para podermos habita-los, outras criaturas e seres podem adaptar parte dos planos elementais para habita-los ou mesmo receber visitantes de outros planos. Para jogos em que viagens entre planos seja algo mais comum (ao menos para os personagens dos jogadores), como no Dungeon Crawl Classics RPG, pensarmos em como essas coisas podem acontecer e criarmos cenários que envolvam os planos elementais pode ser interessante. De modo a ajudar no fluxo de ideias, separei os planos elementais em suas categorias e listei algumas possibilidades e fontes de inspiração que podem ser buscadas.

Plano Elemental do Fogo: Não necessariamente este plano precisa ser todo feito de chamas. Pense em coisas ligadas ao fogo, como magma, rochas magmáticas, metais e outras coisas. Uma boa imagem mental de lugares assim são planetas vulcânicos de filmes de ficção científica, como aquele em que Obi-Wan derrota o Anakin no episódio três. Pense em como seres podem construir fortalezas e cidadelas com pedras e metal resistente sobre o magma e como o fogo pode ser usado como fonte de energia para eles. Os habitantes desse local podem ser seres feitos desses materiais ou a mistura deles, como pedras, metais, lava e o próprio fogo!

Plano Elemental da Água: Da mesma forma, este plano não precisa ter apenas simples e pura água. Por associação, podemos ter ilhas, geleiras, corais, algas, pedras marinhas, e outras coisas compondo os ambientes. Cidadelas áquaticas com seres que respiram debaixo d'água são uma óbvia escolha, pense talvez no mundo dos Gungan de Star Wars. Os habitantes do local podem ser anfíbios, peixes inteligentes, molúscos, algas, versões aquáticas de raças normais (como os elfos aquáticos) e seres feitos de água pura, como elementais do gelo e das águas. Quem sabe o que não se esconde nas profundezas das águas mais escuras do plano elemental?

Plano Elemental do Ar: O ar parece apenas um espaço vazio, certo? Mas não precisa ser assim. Cidades flutuantes, nuvens sólidas, castelos de vento, e cidades dentro de bolhas que voam com o vento podem ser bons lugares para se aventurar nestes planos. Que tal uma cidade entre as nuvens, cosmopolita, que recebe viajantes de todos os planos para passarem as férias e tudo mais? Parece algo similar a cidade de Bespin, não é? Os ventos podem ser uma boa fonte de energia para turbinas e homens-passaras os principais habitantes do local, com algumas criaturas bastante ameaçadoras sobrevoando o local, como arraias voadoras e tal. Tempestades atmosféricas são uma boa fonte de ameaças, e um castelo de cristais de gelo no centro de uma tempestade um ótimo local pra aventuras.

Plano Elemental da Terra: Rochas e terra para todos os lados, certo? Não, de novo. O Plano elemental da terra é um ótimo local para uma Masmorra infinita e altamente mutável, viva, feita de vários tipos de materiais e pedras, com diversas arquiteturas, que não tem direção certa, para cima ou para baixo. Grandes cavernas naturais podem abrigar cidades gigantescas feitas de pedras preciosas. Ouro pode ser como a pele de seus habitantes. Homens cogumelo podem estar por toda a parte, sempre a procura de um local para se fixar. A energia pode vir da combustão de carvão mineral ou coisas do tipo. Outros habitantes comuns podem ser relacionados a criaturas que tem costume de ficar debaixo da terra ou em cavernas, como tatus, toupeiras, morcegos e outros.

Bem, essa postagem foi só uma passada rápida nesse tema que tem me interessado bastante, ainda mais com a vinda do DCC RPG para cá. Já penso em materiais a lançar futuramente, depois do jogo, de forma a dar suporte ao mesmo, como acontece lá fora com os zines e tudo mais. Tá na hora de parar de matar kobold nas cavernas que atacaram a caravana e nos aventurar por lugares nunca antes vistos!

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.