segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Conhecendo o "funil de personagens" do Dungeon Crawl Classics RPG

Uma das coisas mais legais e diferentes do sistema de criação de personagens do Dungeon Crawl Classics RPG é o que o autor chama de "funil de personagens". O conceito é quase auto-explicativo: um grupo grande de personagens entram mas só um pouco sai do outro lado. Ao contrário do que acontece com um funil de verdade, onde o conteúdo inteiro eventualmente sai, no "funil de personagens" do DCC RPG, a maior parte deles fica para trás, mortos e esquecido em uma masmorra gelada e antiga.

Diferente de outros RPGs, o DCC RPG não busca equilíbrio por meio de regras complexas e uma profusão de escolhas e customizações de personagem. O jogo prefere uma abordagem mais caótica e tenta obter esse "equilíbrio" por meio da aleatoriedade e pelas escolhas que os jogadores fazem durante o jogo e não antes dele. Cada jogador cria 3 ou 4 personagens de nível 0 com pouquíssimas rolagens de dados, gerando 6 valores de atributos, uma ocupação e uma peca de equipamento aleatório. O processo todo demora cerca de uns 10 minutos. Ninguém passa horas otimizando o personagem, pensando em que perícias comprar, qual nível de que classe vai pegar tal habilidade ou nem mesmo fica escrevendo páginas e mais páginas de histórico. O objetivo é ter um grupo de uns 12 a 20 personagens de nível zero, "zés ninguéns", que passam por uma aventura fantástica e mortal e, aqueles que sobrevivem a essa experiência, se tornam personagens de 1º nível, verdadeiros aventureiros.

Ou seja, o histórico do personagem é jogado na mesa e não criado com antecedência. Isso acaba fazendo os jogadores se apegarem aos seus personagens não porque investiram muito tempo otimizando-os ou escrevendo uma história detalhada para os mesmos, mas porque eles já passaram por situações incríveis juntos e sobreviveram. Dê certo modo, o "funil de personagens" é a essência da experiência Old School dos RPGs.

Os personagens são pouco mais do que pessoas comuns, armados com pouquíssimas coisas além de sua coragem e determinação. Dessa forma, os jogadores não podem depender de habilidades especiais, itens mágicos, magias ou outras coisas do tipo, pois seus "camponeses" não possuem nada disso. Eles terão que ser criativos, inventivos, espertos e, por que não, sortudos para sobreviverem a sua primeira aventura! Não tem nada mais Old School do que isso.

E não pensem que só porque é uma aventura pra personagens de nível 0 que ela é moleza. Pelo contrário. São aventuras extremamente mortais e desafiadoras, que colocam obstáculos incríveis e fantásticos que devem ser enfrentados por meros mortais que sequer são "aventureiros" ainda. Muitas vezes, nessa primeira aventura, já encontramos demônios, semi-deuses, viajamos para outros planos de existência e encontramos artefatos antigos. Tudo para sair daquela mesmice de caravana atacada por goblins que já conhecemos e estamos cansados. Assim, é bem provável que a maioria dos níveis 0 que entra em uma aventura fique nela, mortos, mas aqueles que sobreviverem se tornaram bem maiores e memoráveis do que qualquer outro personagem.

Não é a toa que costumam dizer que o Dungeon Crawl Classics é o único RPG que você explora masmorras sinistras, enfrenta monstros terríveis, viaja por planos de existência inimagináveis, manipula magias caóticas e poderosas, encontra itens mágicos que não deveriam ser descobertos por mortais e, se sobreviver a tudo isso, chega ao primeiro nível! E gente, essa experiência é diferente de praticamente tudo que você já jogou ou vai jogar e deixa o jogo marcado para sempre. Você pode não rolar os melhores atributos e ter um personagem que seria considerado medíocre em outros jogos, mas no DCC, só de você passar pelos desafios, peripécias e experiências que acontecem em um "funil de personagens", você estará ligado àquele ex-coveiro para o resto da campanha.

O "funil de personagens" é, por isso tudo, um dos meus aspectos favoritos do Dungeon Crawl Classics RPG e, em breve, poderá ser experimentado por todo mundo por aqui, quando a edição nacional desse jogo incrível estiver disponível para compra!

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.