segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Resoluções RPGísticas de Fim de Ano - 2013

Um novo horizonte se aproxima...
No início de 2012 eu fiz algumas postagens com resoluções e planos para o ano que começava relacionadas ao RPG. Nos artigos eu escrevi sobre como gostaria de ter um grupo novo, jogar novos jogos, experimentar novos estilos e conhecer coisas novas. Tinha o objetivo de conhecer um jogo novo por mês, de jogar com pessoas novas, de jogar mais ou invés de sempre mestrar, e até de jogar RPGs que eu não curto muito e tentar apreciar o que eles tem de bom.

Olhando para trás, acho que consegui realizar esses meus objetivos satisfatoriamente. Joguei muitos jogos que nunca tinha jogado antes como Cat, Barbarians of Lemuria, Honor + Intrigue, Call of Cthulhu, Abismo Infinito, Fiasco, Dungeon World, Marvel Heroic Roleplaying, Shadowrun 4ª Edição, Dungeon Crawl Classics RPG, Space Dragon, Beat'em Up!, Cosmic Patrol e outros. Joguei GURPS e Antigo Mundo das Trevas, jogos que eu não tenho muita afinidade, mas que valem a pena ser jogados vez ou outra mesmo assim. Conheci várias novas pessoas e jogadores, seja por meio de encontros, listas de discussões ou pelo blog, que fizeram eu conhecer ainda mais coisas novas e trocar experiências. No final, acho que foi um ano bem legal. Eu queria poder ter jogado ainda mais, conhecido ainda mais pessoas e ter tido ainda mais novas experiências RPGísticas, mas 2013 tá vindo aí.

E nesse ano que vai se iniciar, eu tenho novos planos, também. Quero jogar novos jogos que estão saindo, chegando ao Brasil e jogos antigos que eu ainda não tive a chance de jogar. Quero, cada vez mais, me aprofundar nas raízes do nosso hobby, jogar como se jogava em 1974, esquecer toda a lógica e metodologia moderna dos jogos de fantasia para ver com olhos limpos o passado do jogo. Quero levar o que eu conseguir daí para outras pessoas, a fim de que elas também conheçam o passado do jogo que gostam. Mas, ao mesmo tempo, quero explorar também tudo que tem de novo no mercado. Estou louco para começar uma campanha de Savage Worlds, uma nova mesa de The One Ring e começar a distribuir o jogo que estou criando, o Bruxos & Bárbaros. Assim, se tivesse que fazer uma lista com 5 objetivos RPGísticos para 2013, ela seria assim:

1. Jogar os jogos que eu comprei: Eu confesso, eu me empolgo um pouco e acabo comprando mais coisas do que eu consigo jogar. Tudo bem que uma boa lida já serve como inspiração e referência, mas jogos são feitos para serem jogados. Assim, pretendo jogar, esse ano, Espírito do Século, Dust Devils, Terra Devastada, Barrowmaze I e II, AD&D 1e (que comprei os Reprints), Delving Deeper (que é um retro-clone do Original D&D), Amazing Adventures e outros.

2. Jogar D&D como era jogado antigamente: Pretendo pegar aventuras antigas, com todas as suas loucuras, desafios e masmorras misteriosas e voltar a explorá-las com um olhar mais atento e renovado. Pegar os sistemas antigos, clássicos e explorá-los a fundo, revivendo os primórdios do hobby como se fossem novíssimos lançamentos, porque, para todos os efeitos, para mim, eles são. Tudo bem que eu tenha jogado com a Caixa da Grow e com o AD&D 2ª edição que saíram por aqui. Mas perdi muita coisa, muito do que foi sendo deixado para trás e que tornam o jogo bastante diferente e interessante.

3. Desenvolver e jogar Bruxos & Bárbaros: Acho que é o sonho de muito jogador e mestre de RPG. Criar, jogar e ver outras pessoas jogando um RPG criado por você. Até o final do ano eu pretendo ver esse sonho realizado. Bruxos & Bárbaros nasceu desse sonho, da minha paixão pelos jogos Old School e pelo fascínio pelos contos de fantasia estilo Espada e Feitiçaria. O jogo ainda está em desenvolvimento, mas acredito que em fevereiro eu já consiga começar a testá-lo pelos encontros aqui no Rio de Janeiro e lá pela metade do ano comece a distribuir uma versão Beta do jogo para quem quiser jogar.

4. Ir a um grande evento de RPG: Em 2012 eu deixei de ir na World RPG Fest para ir a RPGCon, que não aconteceu. É claro que foi ótimo ir a Moonfest, onde tive a oportunidade de conhecer muita gente legal  com quem eu já falava na internet, mas acho que em um evento ainda maior, as surpresas e as coisas legais tendem a aumentar também. Esse ano eu vou na World RPG Fest. Que sirva de preparativo para ir a GenCon em 2014, quando Dungeons & Dragons fazem 40 anos.

5. Trazer de volta quem largou o RPG: Tenho descoberto que muita gente que largou o jogo há alguns anos até quer voltar a jogar, mas não sabem com quem. Meu chefe é um exemplo. Quando estávamos conversando sobre "O Hobbit", que estreava naquela semana, ele disse que antigamente ele jogava um jogo chamado AD&D que tinha essas coisas e eu falei que ainda jogava AD&D, ele pirou. Ficou surpreso que ainda existiam pessoas que jogavam aquele tipo de jogo e não videogame. Ele imediatamente pediu para jogar comigo e constantemente me lembra de marcar sessões. O interesse dele despertou a curiosidade de outras pessoas no trabalho e, assim, daqui a pouco vou ter um grupo inteiro só de pessoas de lá. Assim como ele, acredito que tem muita gente por aí que quer voltar a jogar e só estão esperando um convite. Se eu puder trazer mais alguns de volta, está ótimo.

Bem, acho que é isso. Não sei se vou conseguir fazer tudo isso, mas é sempre bom colocar umas metas a nossa frente para nos motivarmos a caminhar. E vocês, como foi o ano de 2012 no RPG para vocês? Alguma surpresa? Alguma decepção? O que esperam para 2013? O que querem jogar?

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.