sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Jogando com Namorada(o) na mesa de jogo...

Há alguns dias escrevi um artigo sobre "O que não fazer quando há mulheres jogando", e tive um resposta bem positiva sobre ele. Em um dos comentários, Thiago Abdulmassih sugeriu um novo artigo, agora abordando um outro lado. Alguns conselhos para o pessoal que joga com sua namorada, ou namorado, marido, esposa, ficante, ou seja lá o que for, na mesa.

Pensando no assunto, eu elaborei uma pequena lista de conselhos para condutas de casais durante uma sessão de RPG. Obviamente essa situação não costuma causar tanto desconforto por aí, mas em alguns casos ela pode gerar algum incomodo quando o casal perde um pouco os limites, e esquece que não estão jogando sozinhos, e que aquela é uma atividade social, de grupo, e não de um par, exclusivamente. É claro que o contrário também pode acontecer, e um grupo de pessoas pode deixar os pombinhos bem incomodados ou desconfortáveis em determinadas situações. Mas vamos com calma.

1. Vocês estão ali para jogar e não para namorar: É ótimo saber que vocês são namorados, se amam, se adoram, e não conseguem viver separados um do outro. Mas, na hora do jogo, bem... é hora do jogo. É bastante desconfortante ver duas pessoas que teoricamente estariam jogando com o resto do grupo sugando a face um do outro sem parar e não prestando atenção ao que, teoricamente, vieram fazer ali. Se não estiver tão interessante, peça licença, saia, e vá fazer o que quiserem fazer.

2. Vocês não precisam ser um casal dentro do jogo: Aliás, pode ser até interessante que não sejam, explorar um outro tipo de relação pode ser divertido e proveitoso. Da mesma forma como não é legal fazer o resto do grupo perder tempo enquanto um casal fica se agarrando ao invés de jogar, fazer o jogo focar no romance fictício entre dois personagens o tempo todo (de vez em quanto pode até ser interessante) pode deixar os outros jogadores um pouco chateados. Uma conversa sobre isso com todo ajuda, e deixa claro o objetivo e o foco da mesa.

3. Não esqueça dos outros jogadores: É óbvio que você gosta mais do seu companheiro ou companheira, mas, normalmente, um grupo de RPG envolve mais do que duas pessoas. Não se esqueça delas, ajude-as também, participe do jogo com elas, interaja com elas, e tente não favorecer o seu "amorzinho" sempre. Lembre-se, essa é uma atividade social, de grupo, todo mundo deve estar disposto a se divertir com todo mundo.

4. Não deixe o casal constrangido: Essa é uma dica voltada para os outros jogadores, principalmente para aqueles sem namorada/namorado. Em uma mesa de jogo, principalmente quando não há grande intimidade com o casal, não fiquem fazendo perguntas pessoais sobre a vida deles e coisas do tipo. Se algum dia o grupo resolver sair e ir para um lugar mais social, em uma situação em que esse tipo de papo seja mais natural, sem problemas, mas durante uma sessão, apenas os trate como mais um par de jogadores normais.

Bem, não sei se isso é o suficiente, mas assim como no caso da primeira postagem que me levou a fazer essa, o segredo se resume ao simples bom senso, e a tratar os outros como se fossem nós mesmos.

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.