domingo, 8 de dezembro de 2013

Óleo e suas 1001 utilidades nos Jogos de Fantasia

Personagens de níveis baixos nos jogos de fantasia não possuem muitos recursos, itens mágicos, ou habilidades especiais ao seu dispor. Eles devem garantir seu sucesso e sobrevivência com o que conseguirem botar as mãos, e principalmente com a sagacidade e criatividade do jogador que o controla. Para isso, eles devem enxergar o que possuem de uma forma totalmente nova, vendo utilidades e usos não comuns para aqueles objetos e itens que aparentemente só servem para uma coisa.

Eu tenho suspeitas de que o item que mais recebe essa atenção e olhar diferenciado é o frasco de óleo. Comumente utilizado para deixar acesa a chama de uma lanterna, ele se transforma e em uma série de utensílios, e diversas utilidades são descobertas dependendo das situações. Abaixo abordarei alguns desses usos e sua aplicações em um jogo típico de fantasia que eu já tenha presenciado.

1. Óleo como uma granada: Essa é a mais clássica utilização alternativa do óleo. Pega-se um pedaço de tecido, que é colocado dentro do fraco com uma parte para fora, ele é aceso e arremessado contra um inimigo ou uma área. Imediatamente após o impacto o óleo começará a pegar fogo, ferindo aqueles que foram atingidos ou estiverem na área. Como o óleo serve para pegar fogo durante um bom tempo, esse fogo ainda se repetirá por algumas rodas (talvez 1d4 rodadas), causando um dano significativo (1d6 ou 1d8 por rodada).

2. Óleo como um obstáculo: Óleo é um material que deixa as cosias bastante escorregadias e lubrificadas. Se usado estrategicamente em uma perseguição, por exemplo, os perseguidos podem fazer com que seus perseguidores escorreguem, se desequilibrem, ou algo assim, facilitando bastante a fuga (se forem espertos, os perseguidores podem preparar uma armadilha de forma a prejudicar os perseguidos com a mesma tática). Uma boa solução para isso dentro do jogo pode ser pedir uma Jogada de Proteção de Reflexos para evitar cair, ou mesmo um Teste de Destreza com o mesmo propósito.

3. Óleo como uma barreira: Misturando um pouco a primeira abordagem com a segunda, um personagem pode derramar o óleo no chão de forma a fazer uma parede de fogo quando ele for aceso. Isso é bom para desencorajar tentativas de aproximação ou perseguição, assustar criaturas primitivas, animais, ou criaturas vulneráveis a fogo. No entanto, como o fogo não está diretamente sobre as vítimas, o dano para cruzar tais paredes deve ser algo por volta de 1d4 apenas (e talvez rolar uma porcentagem para ver se algo pega fogo em caso da pessoa estiver usando material inflamável). Acho que o importante aqui é o fator desestimulante de perseguição e aproximação. Talvez um teste de moral para algumas criaturas possa refletir isso bem.

4. Óleo como lubrificante: Essa eu vi sendo utilizada poucas vezes, mas a ideia foi tão divertida e criativa que eu achei melhor citar. Muitas masmorras possuem passagens não ideais, pequenas, e que dificilmente poderia ser utilizada por um humano com facilidade. Mas e com uma pessoa totalmente embebida em óleo, sem camisa e tudo mais? Ela não teria uma facilidade maior de passar por esses lugares? Eu acredito que sim (e mesmo se não tiver, a ideia é tão divertida que eu permito na minha mesa).

5. Óleo como "encanto" de armas: E se um guerreiro cobrir a lâmina de sua espada com óleo a acendê-la com uma tocha para enfrentar um Troll? Ou um arqueiro que amarra pequenos tecidos encharcados de óleo na ponta de suas flechas para atirar contra seus inimigos? Com certeza o dano não será tão significativo, talvez novamente um adicional de 1d4 de dano de fogo, mas isso pode fazer uma baita diferença contra certas criaturas (como trolls, por exemplo).

Eu sei que para muitos algumas dessas ideias, ou até todas, não são novidades, mas para alguns jogadores mais novos que não tem experiência com esse tipo de jogo ainda isso pode servir como uma abertura de portas para um jogo mais criativo e divertido, onde a liberdade de criação e ação vai mais longe do que a ficha de seu personagem. Mas e quanto a vocês? Já pensaram em algum outro uso para um Frasco de Óleo? E outros objetos típicos das campanhas de fantasia? Seria legal fazer uma série com usos alternativos para vários desses objetos?

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.