terça-feira, 23 de julho de 2013

Ciranda de Blogs - O Gigante de Obhor

Como ando um tanto ocupado ajeitando as coisas para a publicação do PDF do Jogo Rápido de Bruxos & Bárbaros, quase esqueci de aprontar alguma coisas para a Cirande de Blogs desse mês, que teve como tema "Robôs Gigantes". Juntando o útil ao agradável, resolvi criar um conteúdo para o Bruxos & Bárbaros e ao mesmo tempo para a Cirande de Blogs, mas quem quiser vai conseguir adaptar isso aqui para qualquer outro RPG de fantasia Old School facilmente (e para outros sistemas com um pouco mais de trabalho).

O "Gigante de Obhor" é um artefato antigo, construído no segundo milênio do Império de Sartar pelo Rei-Bruxo Obhor, com o objetivo de se tornar o mais poderoso de todos os Reis-Bruxos, e imortal. Trata-se de uma enorme estátua (com 5 metros de altura), todo articulada, feita de um mineral desconhecido, talvez de outro planeta, com diversas inscrições com formas geométricas e runas inteligíveis hoje em dia. Uma coisa que chama a atenção de qualquer um, é o grande cristal amarelo no peito do gigante. Dentro dele, um coração pulsante faz com que essa terrível estátua tenha força.

Obhor era extremamente poderoso e sábio no que diz respeito às suas magias e conhecimentos ocultos, mas seu constante trabalho com as forças caóticas e corruptoras do Abismo Infinito o deixaram com uma constituição muito abalada, tornando-o bastante vulnerável. Sob a orientação das entidades com quem ele mantinha contato, Obhor começou a construção dessa estátua, utilizando o mineral de um meteorito que caíra do céu centenas de anos antes.

A tal estátua serviria, então, como seu novo corpo, e tudo que Obhor precisava fazer era transferir seu coração ainda pulsante para o interior do cristal a ser colocado no contro da estátua. Para isso ele precisaria de feitiços sinistros e poderosos, além a assistência de seus servos. Só que algo deu errado, e seu coração nunca for colocado no corpo do gigante de pedra. Mas o coração de alguém foi, e o Gigante de Oghor, como ficou conhecido, matou seu criador e todos ao seu redor, fugindo e espalhando caos e destruição por onde andou.

O gigante possui uma força e resistência inumanas, capaz de destruir castelos e outras estruturas poderosas, e pode ser uma arma poderosa na mão de qualquer um. Por sorte, o Gigante de Obhor desapareceu a milhares de anos, e apenas pouquíssimas pessoas tem conhecimento sobre a sua existência, e alguns ainda a considerando apenas uma lenda. No entanto, alguns poucos buscam como podem o paradeiro essa estátua na esperança de conseguirem realizar a façanha que Oghor não conseguiu, tornando-se feiticeiros ou bruxos poderosíssimos.


Utilizando o Gigante de Obhor: Para conseguir utilizar o gigante (depois de localizá-lo e retirado qualquer que seja o coração pulsante de seu interior), o personagem deve realizar um ritual sinistro no qual ele deve conseguir retirar seu coração ainda pulsando de seu corpo e colocá-lo no gigante de pedra. Para isso ele precisa descobrir, de alguma forma, uma magia antiga, que provavelmente será o objetivo de uma aventura inteira. Quando o personagem terminar o ritual, alguém terá que colocar seu coração dentro do cristal que fica no peito da estátua, ou seja, ele precisa de alguém de confiança para isso. Uma vez que seu coração esteja corretamente no seu lugar, o controle sobre o Gigante de Obhor está sobre as mãos de quem fez o ritual.

Poderes do Gigante de Obhor: Todos os atributos mentais (Intelecto, Personalidade e Sorte), assim como outras habilidades que dependem desses atributos são mantidas. No entanto, os atributos físicos do personagem são alterados. Sua Força e Vigor se tornam 18, e sua Agilidade 10. Seus ponto de Sangue são, consequentemente aumentados para 18, e sua Resistência se mantém a mesma. No entanto, sua CA se torna 18, e ele passa a gozar de um Proteção igual a 5, e é imune a ataques de armas normais, já que seu corpo agora é de Pedra Mágica. Ele pode atacar com seus punhos e chutes causando 1d8 de dano como se fosse uma arma de Esmagamento (sem contar o bônus de força). O personagem continua capaz de usar suas outras habilidades, a menos que o Cronista julgue o contrário. Além disso, aquele que estiver no Gigante não precisa mais comer, beber, ou dormir.

O Preço de Obhor: No entanto, para gozar desses poderes e continuar vivo, o coração do usuário deve ser banhado com sangue humana diariamente. Pelo menos 5 pontos de Sangue de vítimas devem ser jorradas sobre o coração dentro do cristal por dia, ou o usuário perde 5 pontos de Sangue ele mesmo. Sem seu corpo humano, o usuário não é capaz de produzir mais sangue.

Abaixo está as estatísticas do Gigante de Obhor com um usuário feiticeiro que enlouqueceu depois do ritual.

S: 18 / R: 5d4 (14); CA: 18 / P: 5; Mov: 10; Inic: 1d10; Atq: +6 (1d8+3, Soco ou Chute); DAC: 1d8; DEC: 1d6; HE: Imune a armas normais; Rajada de Fogo Infernal (+8 a distância 10/20/30, 2d8 de dano de fogo); JP: +5/+5/+3/+5/+2; Al: Caótico; Moral: 10; Pertences: Nenhum.

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.