quinta-feira, 12 de julho de 2012

Subornando seus Jogadores

Eu admito. Uso método escusos para convencer jogadores a colaborar com a campanha. Afinal, é o sonho de todo mestre que seus jogadores se envolvam mais com o jogo e lhe ajudem a conduzi-lo. Quem não gosta quando seus jogadores preparam históricos detalhados de seus personagens, descrevendo lugares, criando outros personagens que podem ser usados como NPCs, estabelecendo ligações com outros personagens, seja como amigo ou inimigos? Pois é, o difícil é arrumar jogadores com disposição, tempo e motivação para isso.

Uma solução ou, pelo menos, um quebra-galho, que encontrei foi barganhar com os jogadores. Funciona mais ou menos assim: Se eles criarem algo legal, que tenha uma importância para a história do jogo, da campanha ou seja simplesmente interessante, eles ganham algo em troca no jogo. Ou seja, se o jogador se der ao trabalho de criar algo para a campanha, seja para ele, para outro jogador, ou para o mundo em si, ele é recompensado.

Na minha campanha de Dark Sun, eu oferecia algumas vantagens como possibilidade de anular falhas, re-rolar ataques, bônus em experiência e outras coisas para o jogador que escrevesse a história do seu personagem, fizesse reportes de sessão como seu personagem narrando, cria-se NPCs das cidades e outras coisas. Isso funcionou muito bem, e era legal ver eles disputando para ver qual dos reportes eu ia usar para botar na página da campanha.

Assim, se você gostaria que seus jogadores contribuíssem mais para o jogo mas eles não o fazem de livre e espontânea vontade, você pode tentar suborná-los com algumas benesses. Para dar algumas ideias a quem pretende utilizar dessa artimanha vou apresentar algumas coisas que os jogadores podem fazer e dar sugestões do que eles podem ganhar com isso.

Histórico de Personagem: Diga que aqueles personagens que criarem um histórico com informações, locais interessantes, NPCs e ganchos para históricos serão recompensador por isso. Isso vai ser bom tanto para eles, já que os seus personagens vão ter maior ligação com o mundo do jogo, quanto para o mestre, que vai ter um lugar para correr atrás de ideias. Uma boa oferta seria dar um bônus de 5% a mais de XP no final da sessão ou deixar que uma vez por aventura o jogador invoque alguém do passado do personagem.

Reporte de Sessão: Incentive os jogadores e recontarem o que aconteceu na história segundo a visão dos seus personagens. Isso é bom, pois faz com que os jogadores tenham uma imersão maior no jogo. Faz eles realmente tentarem enxergar as coisas como seu personagem. Além disso, vai fazer você ver melhor como é a visão desses jogadores quanto à história, e, com certeza, vai poder tirar boas ideias dali também. A recompensa que eu sugiro para essa colaboração é a possibilidade de re-rolar algum teste do personagem ou de alguém contra o personagem, ou então de criar algo na aventura, por exemplo, se eles estiverem procurando o antídoto de um veneno, criar um druida na floresta que possui esse antídoto (embora ele provavelmente vá querer algo em troca).

Criação de Cenário: Diga para os jogadores que eles podem criar elementos para o cenário. Cidades, Vilas,  Personagens, Objetos, Monstros, Ruínas e coisas do tipo. É claro que não basta criar algo qualquer, precisam ser criações interessantes, que possam ser usadas em jogo. Não precisa necessariamente ser algo completo, mas que dê base para o mestre criar alguma história ou acontecimento com aquilo. Uma recompensa seria deixar o jogador re-rolar algum teste seu (somente seu) ou ganhar um valor de XP equivalente a uma criatura do nível dele.

Sem dúvida, o ideal seria que todos os jogadores colaborassem normalmente com o jogo sem precisar serem subornados com XP, habilidades, tesouros e outras coisas, mas a realidade é mais injusta com os narradores.

E vocês, já usarem esse artifício para conseguir alguma coisa de seus jogadores? O que vocês oferecem? Quais os resultados que obtiveram?

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.