quinta-feira, 5 de julho de 2012

Lendo Livros de RPG como Inspiração


Não é novidade que podemos retirar grandes ideias para aventuras e campanhas da leitura de alguns livros de ficção e fantasia. Aliás, muitos RPGs vem com uma listagem de leituras inspiradoras para o mestre e os jogadores entrarem no clima do jogo e se inspirarem tanto para criar personagens, como para criar mundos e histórias. Quem não se lembra do famoso "Appendix N" do Dungeon Master Guid da primeira edição de D&D (aliás, tenho um projeto de ler todos aqueles livros).

Mas o que me dizem em ler livros de RPG para se inspirar ou, simplesmente, por diversão? Eu, particularmente, adoro ler RPGs diferentes, e mesmo que não chegue a jogá-los, com certeza vou aproveitar alguma coisa deles. As vezes compro jogos que tem ideias muito diferentes, interessantes, mas que dificilmente eu conseguiria arrumar um grupo para jogar, ou que dificilmente eu desfaria o meu atual jogo para jogar esse. Mas as ideias, os conceitos e até algumas regras que eles apresentam são tão legais que eu me divirto só em lê-las e imaginar um jogo com elas. Da mesma forma que faço quando leio um romance, imagino o mundo e os personagens ali descritos. Vejo aquele cenário como em um guia turístico para outro mundo que gostaria de conhecer.

Assim como fazemos com literatura, podemos fazer com livros de RPG, com cenário, com aventuras. Elas podem nos transportar para mundos fantásticos, com personagens interessantes, lendas misteriosas, intrigas sinistras e histórias fantásticas. Além disso, esses livros sempre contém alguma sabedoria sobre condução de jogos, criação de aventuras, monstros e NPCs, além de outras mecânicas de resolução de ações que podem fazer a gente enxergar os nossos jogos preferidos com outros olhos.

Eu admito que sou um pouco impulsivo com jogos de RPG. Provavelmente compro mais jogos do que serei capaz de jogar, mas gosto de conhecer outros sistemas, outros cenários, outras histórias, nem que seja apenas por pura diversão literária. Tenho livros que provavelmente nunca vou usar em um jogo em si, mas gosto de tê-los na estante sabendo que posso consultá-los quando quiser. Isso acontece com mais alguém além de mim? Você tem algum RPG que comprou, leu, curtiu, mas não sabe se um dia vai jogar?

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.