sexta-feira, 23 de março de 2012

Pterrans - Raça de Dark Sun pra D&D 4e

Eu sempre gostei de Dark Sun apesar de nunca ter jogado o cenário antes da quarta edição. Ele nunca saiu aqui pelo Brasil na segunda edição do AD&D, mas eu o conhecia por imagens e pessoas que falavam o quão "Hard-Core" e legal o cenário era.

Quando comprei o livro para a quarta edição e vi o quão interessante e diferente o cenário era de todos os outros que eu já tinha jogado, me apaixonei imediatamente. Fui atrás dos antigos livros e suplementos e li uma porrada deles. O cenário é muito legal, bem pesado, diferente e desafiador. Apesar do cenário da quarta edição reproduzir muitos desses aspectos muito bem, inclusive resgatando elementos originais do cenário que depois foram modificados por uma segunda edição bagunçada, eu senti falta de uma coisa. Uma raça que tem toda uma ligação com o mundo de Athas. E foi assim que eu resolvi fazer essa adaptação dos Pterrans para a quarta edição de D&D. Inicialmente a adaptação foi feita toda em inglês no meu antigo blog, mas agora eu resolvi traduzir e colocar aqui no Pontos de Experiência para quem não for muito amigo da língua inglesa.

Pterrans
Nativos das terras além das montanhas do leste, esses humanoides reptilianos possuem uma forte ligação com aos espíritos de Athas.

Características Raciais

Altura Média: 1,70m - 1,80m
Peso Médio: 90kg - 110kg
Bônus de Habilidades: +2 Sabedoria; +2 em Força ou Inteligência
Tamanho: Médio
Deslocamento: 6
Visão: Normal
Idiomas: Pterran, Comum
Bônus nas Perícias: +2 Natureza; +2 Tolerância

Equilíbrio na Cauda: Quando um ataque fosse te derrubar, faça um teste de resitência para evitar ser derrubado.
Mente Psíquica: Ganha +1 de bônus racial na defesa de Vontade.
Caminho de Vida: Ganha trinamento em uma perícia adicional da sua lista de classe.
Presente da Mãe-Terra: Você ganha o poder Presente da Mãe-Terra.


Presente da Mãe-Terra                              Poder Racial Pterran
Você pede para a Mãe-Terra lhe dar forças quando você mais precisa.
Encontro  Cura
Reação Imediata                            Pessoal
Gatilho: Você é acertado por um ataque.
Efeito: Você recupera um número de pontos de vida igual a 5 + metade do seu nível e pode fazer uma teste de resistência contra um efeito que pode ser resistido.


Repteis humanoides nativos das Hinterlands, leste das Ringing Mountains, os Pterrans são uma visão rara nas Tablelands. No entanto, os xamãs da tribo tiveram premonições recentes que instigaram jovens desta raça a se aventurar para terras além de sua terra natal. Pterrans tem uma forte ligação com os espíritos primais de Athas e reverenciam uma entidade que chamam de Mãe-Terra. Cada Pterran deve escolher um Caminho de Vida quando chegam a idade adulta. Há três caminhos principais que são o Caminho do Guerreiro, o Caminho do Druida e o Caminho do Psionista.

Jogue como um Pterran se você quer
- Jogar com um personagem tribal, espiritual e corajoso com fortes ligações com a vida em Athas;
- Ser um herói que tenha um papel importante nas profecias de seu povo;
- Ser membro de uma raça que favorece Xamãs, Druidas, Bárbaros, Ardentes e Wardens.

Características Físicas

Pterrans são répteis humanoides um pouco mais altos que os humanos. Eles tem a pele com escamas similares a crocodilos que variam nas cores amarelo escuro até preto, passando por diversos tons terrosos. Além disso, suas escamas geralmente forma desenhos que os diferenciam entre famílias e linhagens destintas. Eles tem uma constituição mais forte comparada com os homens. Seus dois braços terminam em mãos com três dedos com polegares opositores, todos com garras. Suas pernas são um pouco menores do que se esperaria e terminam em pés com três dedos. Eles também possuem protuberâncias osseas nos ombros, resquícios de asas que a muito tempo não possuem mais. Sua cabeça é similar a de um pterodátilo e possuem uma protuberância óssea em suas nucas.

A vida tribal os fez acostumados a vestir peles e couros dos animais que caçam e usar seus ossos como peças decorativas, como colares, anéis e brincos. Eles são muito ligados aos espíritos primais e não é raro ver um pterran carregando totens e usando pinturas ritualísticas.

Pterrans não vivem tanto quanto humanos. Eles chegam a idade adulta rápido, atingindo a maturidade aos 16 anos e raramente vivem depois dos 60.

Jogando com um Pterran

Pterrans são uma raça de indivíduos corajosos e espiritualizados. Eles veneram ao Mãe-Terra, a representação do espírito do planeta. Esta devoção advém de uma cultura e vida social muito rica. A vida de um pterran é marcada por um a série de rituais e cerimônias em devoção a Mãe-Terra.

Ao completar 16 anos, todo pterran deve escolher um Caminho de Vida. Os três principais são o Caminho do Guerreiro, o Caminho do Druida e o Caminho do Pscionista, apesar de existirem outros caminhos.

O caminho com mais seguidores é o Caminho do Guerreiro. Esses se tornam os protetores da tribo, líderes militares e armeiros. Aqueles que escolhem o Caminho do Druida desempenham um papel importante na sociedade tribal. Eles são os responsáveis por manter o culto à Mãe-Terra e introduzir os novos pterrans à sociedade. São também respeitados como homens santos e pessoas sábias pela grande maioria do seu povo. O caminho do Psionista é o caminho principal com o menor número de seguidores, apesar de, recentemente, seu número vem crescendo constantemente. Muitos se tornam burocratas, estudiosos e diplomatas de seu povo. Muitos se interessam por estudar outros idiomas e culturas e um pequeno número procura conseguir conhecimento pela prática, indo em aventuras para conhecer mais sobre as criações da Mãe-Terra.

Pterrans não são acostumados com a vida do povo da região de Tyr, mas eles tem uma tolerância alta e conseguem se adaptar a novos ambientes rapidamente. Eles se mantém reclusos e desconfiados ao redor de pessoas que não conhecem. Quando ao lado de outros pterrans e amigos, no entanto, a maioria é aberta e bastante amigável. O respeito pela vida neles é muito grande e criaturas que demonstram desrespeito com a vida e destroem abertamente a natureza são vistas com desconfiança, no mínimo. Por causa disso, arcanistas que usam a força vital como fonte de suas magias são uma aberração para eles, mas pterrans irão tolerar magia preserving se forem esclarecidos quanto a diferença.

Pterrans são geralmente otimistas e celebram os presentes da Mãe-Terra que lhe são dados (a vida, os amigos, comida, bebida). Eles sempre conseguem encontrar algo que possam estar agradecidos e nunca esquecem de agradecer à Mãe-Terra por essas coisas todos os dias.

Características: Tribal, espiritualistas, otimistas, bem humorados, corajosos, místicos, curiosos, determinados, instintivos, tolerantes.

Nomes: Pterrans, geralmente, possuem três nomes. O primeiro vem de suas famílias. O segundo é uma descrição pessoal ao invés de uma palavra abstrata. O último é escolhido quando o jovem passa para a vida adulta e escolhe seu caminho de vida, representando a nova jornada que ele tem pela frente. Poucas pessoas entendem isso e chamam os poucos pterrans que conhecem pelo nome de suas famílias.

Nomes de Famílias: Ptellac, Aandu, Caril, Dsar, Everin, Illik, Myril, Odten, Qwes, Pex, Ristus, Ssuri, Xandu
Nomes Pessoais: Airson, Darksun, Suntail, Goldeye, Coldeye, Onesight, Terrorclaw, Greenscale, Spiritally, Lifehearth
Nome de Caminho: O Guerreiro, O Druida, O Psionista, O Bravo, O Sábio, O Místico, O Lança, O Cajado, O Conhecedor

Históricos de Pterrans

Campeão da Profecia: Os druidas de sua tribo tiveram uma visão que mostrava você como um importante agente nos eventos futuros que acontecerão na região de Tyr. Apesar de não saber ao certo o que o futuro reserva lhe reserva, você decidiu que iria encontrar seu destino de frente e foi para as Tablelands, mais longe do que qualquer um de sua tribo jamais fora. Será que as visões dos anciões da sua tribo se tornarão realidade ou será que eram apenas sonhos estranhos?

Missionário da Mãe-Terra: Você nasceu numa família de druidas e xamãs. Seus ancestrais serviram a Mãe-Terra e, agora, você faz o mesmo. Você ouviu que existem outros filhos dela que não a conhecem e procura apresentar-lhes à ela. Você não força sua crença nos outros, mas tenta mostrar para eles que a Mãe-Terra é bondosa e carinhosa com os filhos que respeitam a vida de Athas. Será que você conseguirá mostrar para as pessoas das Tablelands a sabedoria e o amor da Mãe-Terra ou será que você perderá sua fé quando ver com seus próprios olhos as atrocidades das Cidade-Estados?

Estudioso: Você estudou e aprendeu tudo que pode sobre a vida das criaturas ao seu redor, mas havia pouco para aprender sobre o que existia longe de suas terras. Você decidiu que seria você que resgataria esse conhecimento para repassar às futuras gerações de pterrans. Você explorará novos lugares, conhecerá novos filhos da Mãe-Terra e aprenderá com eles. Será que você aprenderá coisas novas ou a curiosidade será sua morte?


Como eu fiz essa adaptação há alguns anos, fiz também uma versão em PDF, só que em inglês. Quem quiser baixar, está aqui.

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.