segunda-feira, 18 de março de 2013

Sendo um Jogador Melhor - Jogando em Grupo


Uma das principais características dos RPGs, pelo menos da maioria deles, é que eles são jogos sociais. Eles são uma atividade em grupo, em que pessoas se reúnem (seja ao redor de uma mesa, na internet, ou em outro lugar) para passar algumas horas conversando, criando histórias e rolando dados.

Mas, nem sempre, essas pessoas são amigos, ou mesmo se conhecem há algum tempo. Para quem joga em encontros de RPG, então, essa é a regra. De qualquer forma, não é incomum nos encontrarmos em mesas de jogo com pessoas que nunca antes vimos ou falamos, talvez até com pessoas que dificilmente falaríamos fora do ambiente de jogo (seja qual o motivo). A grande magia do RPG é que, com ele, isso se torna irrelevante, e todos participam de forma conjunta de uma narrativa, aventura, história, ou o que quer que seja.

No entanto, nem todo mundo que joga ou começa a jogar tem essa consciência. Muitos esquecem que esse é jogo social e colaborativo, e agem como se precisassem ganhar dos outros participantes. Sendo assim, achei que seria interessante fazer uma postagem com alguns "conselhos" para jogadores, a fim de que eles compreendam melhor esse aspecto social e coletivo do jogo.


Respeitando as Diferenças: Pessoas de diferentes culturas, classes sociais, raças, credos, tipos físicos, gostos e quaisquer outras características jogam RPG. Mas isso não faz a menor diferença, o que importa é que todas elas gostam de RPG e curtem criar histórias e participar de aventuras. Tenha isso em mente. Não os veja por seu rótulos, veja os como iguais jogadores de RPG. Livre-se de todos os seus preconceitos e concepções e aceite esses seus companheiros como eles são, você pode se surpreender e até descobrir novos amigos, ou pelo menos, ver que é possível se divertir com eles.

Problemas Fora do Jogo: Se você tiver problemas pessoais com alguma das pessoas do jogo, deixe isso fora jogo. Lembre-se que o RPG é uma atividade social, em grupo, e que outras pessoas estão ali para se divertir. Se uma, ou duas, pessoas resolverem utilizar o jogo para resolver suas diferenças, e descontar seu descontentamento uma sobre a outra, o resto dos participantes terá muita dificuldade em achar a experiência divertida. Mas, se por um acaso, você não conseguir separar o jogo da realidade, não jogue até ter resolvido essas situações. Vai ser melhor tanto para você, como para o resto do grupo.

Não é Pessoal: Aqui as coisas são o inverso do citado acima. Problemas e rixas dentro do jogo não devem ser transportadas para a realidade. É comum haverem personagens que são rivais, que têm desentendimentos, ou mesmo agridem um ao outro. Aliás, um pouco de rivalidade e desequilíbrio dentro de um grupo de personagens é até saudável e torna a história mais real e divertida. Mas não deixe que isso reflita para fora do jogo. Lembre-se que isso é apenas... um jogo. E que nele haverá conflitos, animosidades e outras coisas, mas que as pessoas estão apenas interpretando os papeis de seus personagens e isso não reflete seus pensamentos de verdade (ou pelo menos, assim deve ser).

Deixe os Outros Agirem: Outra coisa importante para se lembrar nesse jogo social é a de dar a chance para que os outros participem também. Mesmo que você seja (ou ache que é) o mais inteligente do grupo, com mais ideias criativas, e o mais ativo, lembre-se de perguntar o que os outros acham, o que eles pretendem fazer, qual a opinião deles sobre o curso de ação mais apropriada. Não tente resolver todos os problemas e ser o astro do "show" em toda cena, deixe os outros aparecerem na história também, caso contrário, dificilmente essas pessoas voltaram a jogar. Mais uma vez, recorde que este é um jogo em grupo, e que as pessoas devem ter a mesma chance de se divertir que qualquer outra.

Vitória de Todos: A vitória ou a derrota em uma história ou aventura é de todos. Por isso, não importando o objetivo do jogo, tente agir em conjunto com o grupo e não em busca de entretenimento pessoal as custas dos outros. É claro que se fizer parte do jogo ter um grupo disputando com o outro, isso é totalmente permitido, mas o objetivo final vai ser contar uma história com a participação de todos, e não uma história solo do seu personagem. Então, se não houver um motivo forte e plausível, nem tente fazer tudo girar ao seu redor ou separar o grupo apenas por objetivos egoístas. Ninguém gosta disso em uma mesa de jogo.

Acho que já deu para entender que em um RPG, pelo menos na maioria deles, o grupo é mais importante que o indivíduo. Embora esses sejam essenciais para dar identidade ao primeiro. Sendo um jogo social o RPG exige certos elementos que são fundamentais em qualquer encontro social, como festas, por exemplo. Seja educado, respeite os outros, e use calças (isso é fundamental gente)!

Quem quiser, pode conferir as outras postagens sobre ser um jogador melhor, basta seguir esses link: Sendo um Jogador Melhor - Personagens; Sendo um Jogador Melhor - Responsabilidade; e Sendo um Jogador Melhor - Preparação.

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.