sexta-feira, 22 de março de 2013

Bruxos & Bárbaros - Classes - Ladrão

Hoje trago mais uma postagem sobre o jogo Bruxos & Bárbaros que estou desenvolvendo. Dessa vez, vamos falar de uma das classes mais adoradas por todos os jogadores de RPG, o Ladrão. E o nome é Ladrão mesmo, nada de ladino ou outra coisa. Em histórias de Espada e Feitiçaria e um jogos Old School, o nome da classe não pode ser outro senão Ladrão.

No Bruxos & Bárbaros, essa classe cumprirá a função daquele aventureiro que faz o que quer por opção, e resolve seus problemas não com força bruta e sangue, mas com agilidade, esperteza e sagacidade. Ao contrário dos Guerreiro e do Bárbaro que já viram muita morte e são incapazes de levar vidas normais por isso, o Ladrão busca a aventura por querer, seja em busca de fortuna, de fama, ou simples emoção. De toda forma, essa classe é a mais versátil e flexível dos jogos, com habilidade de combate moderada, mas com um leque de aptidões que os torna indispensáveis para qualquer grupo de aventureiros que não queira morrer em perigosas armadilhas ou precisa de alguém para levá-los a lugar que não conseguem acessar sozinhos.

Abaixo vou reproduzir uma parte do texto que desenvolvi para essa classe. Vale lembrar que, nem de perto, esse texto está finalizado e pronto para ser publicado. Ainda estamos desenvolvendo o jogo, e revisões e modificações podem ocorrer, mas o espírito da classe, no final, deve ser bem próximo disso.

Ladrão, o Andarilho das Sombras

Ladrões são comuns em todas as culturas, mas eles são ainda mais encontrados entre os povos ditos “civilizados”, escondidos nos becos escuros das decadentes cidades. Eles são aqueles que sobrevivem devido à esperteza, agilidade e sorte, muita sorte, e não à força com a qual empunham uma espada.

Ladrões são especialistas em entrar onde ninguém conseguiria entrar sem uma chave, em conseguir itens que não deveriam estar ao alcance de qualquer um, e em desaparecer quando não querem ser vistos. Essas habilidades eles desenvolvem ou sobre a tutela de um mestre nas artes da furtividade, ou no treinamento em uma guilda de profissionais do crime, ou, ainda, com a própria vida dura que levam.

Esses personagens são extremamente importantes para qualquer grupo de aventureiros. Eles não são os melhores combatentes, mas compensam isso com a habilidade de encontrar e desarmar armadilhas como nenhum outro, a capacidade de se esgueirar e escoltar a frente do grupo em busca de informações sobre o local e, é claro, de conseguir aquilo que os outros teriam que lutar com monstros para botar as mãos.

Atributos: Agilidade é o principal atributo para os Ladrões. É com ela que eles conseguem andar graciosamente, sem fazer um ruído sequer. Sem ela, seus dedos não teriam a coordenação para trabalhar com os mecanismos complexos de armadilhas e outros aparatos, nem a precisão para pegar exatamente o que deseja do bolso do barão. Em seguida, talvez o outro atributo mais importante para essa classe seja a Sorte. Como dizem, uma ladrão sem sorte, logo é pego. Essa classe é capaz de aproveitar melhor a sua Sorte e é uma das poucas classes do jogo capaz de recuperar este atributo. O Vigor é sempre importante para quando a sorte falha e o ladrão precisa aguentar um pouco de punição antes de sumir novamente. Personalidade e Intelecto são igualmente úteis para um ladrão, mas não essenciais. Com uma boa Personalidade, o ladrão é capaz de conversar as pessoas de suas boas intenções (mesmo que, na verdade, sejam ruins), e um alto Intelecto o ajuda a manipular mecanismos e decifrar linguagens antigas.

Alinhamento: Qualquer. Assim como os Guerreiros, os Ladrões vem de todos os povos, origens e culturas. Alguns fazem o que fazem para conseguir ajudar os outros, roubando daqueles que possuem mais para dividir com aqueles que possuem menos. Outros, apenas pegam aquilo que interessa a eles e precisam. Já outros querem tudo para si próprios, tirando e quem quer que seja, desde que traga benefícios para si próprios. Alguns seguem códigos de honra estabelecidos, seja por guildas e outros grupos, ou uma filosofia geral dos ladrões, outros seguem as próprias regras, mudando-as de acordo com a necessidade, e ainda há aqueles que lutam para quebrar justamente essa regras, para acabar com o monopólio das guildas de ladrões ou, simplesmente, espalhar o caos.

Dados de Vida (DV): d6. Os ladrões não são especialistas em combate e, por isso, não possuem a resistência física dos homens de armas. No entanto, a vida perigosa que levam, fugindo de seus perseguidores e suas vítimas e ocasionais brigas entre si, os fazem terem o mínimo de treinamento em combate.

Proficiência com Armas: Devido às suas habilidades que requerem leveza, concentração e mobilidade, os Ladrões são habituados a usar apenas armas que não os atrapalhem. Assim, eles são proficientes nas seguintes armas: Adaga, Porrete, Espada Curta, Espada longa, Sabre, Machado de Mão, Martelo, Arco Curto, Arco Longo, Besta Leve, Boleadeiras, Funda, Dardos, Garrote, Zarabatana e Cajado.

Proficiência com Armaduras: Como dito acima, esses profissionais precisam de leveza e mobilidade, limitando suas escolhas na hora de se defender. Assim, Ladrões são proficientes apenas com Armaduras Leves.


Habilidades do Ladrão

Talentos Ladinos: Os Ladrões possuem habilidades extraordinárias, dificilmente reproduzidas por outras classes. Eles são capazes de se locomover sem fazer barulho algum, ou seja, as pessoas não conseguem ouvi-los, mesmo estando extremamente alertas; de escalar superfícies praticamente sem apoios e muito íngremes, algo que outros só conseguiriam com uma série de equipamentos apropriados; de se esconder apenas nas sombras, quase que sobrenaturalmente; de conseguir surrupiar dos bolsos de transeuntes objetos, como se fossem uma brisa. Enfim, os Talentos ladinos são vários, e com o passar dos tempos os Ladrões vão ficando ainda mais habilidosos com eles. A tabela abaixo mostra a evolução desses talentos ao longo dos níveis.

Andar em Silêncio: Os ladrões são especialistas em furtividade e são um dos poucos capazes de realmente andar sem fazer nenhum ruído. Ou seja, se bem sucedido, não há como alguém ouvi-lo. 
Esconder-se nas Sombras: Qualquer um consegue se esconder atrás de uma parede sólida, atrás de um móvel ou outro objeto que bloqueie totalmente a visão, mas os Ladrões são capazes de se esconder em lugares que outros seriam facilmente detectados, como nas sombras, atrás de uma cortina e outras coisas. 
Furtar Bolsos: Essa habilidade permite que os ladrões consigam pegar objetos de tamanho moderado de vítimas sem que elas percebam. Coisas como chaves, saco de moedas, armas pequenas, poções e outras coisas que estejam acessíveis (não dentro de mochilas, por exemplo). Uma falha por mais de 10 pontos significa que a tentativa foi percebida, mas não necessariamente pela vítima. No entanto se o teste falhar por 10 ou mais pontos e o resultado possuir o número das dezenas igual ao das unidades (44, 55, 66, 77), a vítima percebe a tentativa. 
Escalar: Escalar é uma tarefa difícil mas possível para qualquer um. No entanto, os ladrões possuem uma facilidade muito grande para essa atividade e são capazes de escalar superfícies muito íngremes e praticamente sem apoios, mesmo sem equipamento de escalada. Se a jogada falhar por 5 ou mais, o personagem cai, no entanto.
Manipular Armadilhas: Achar armadilhas já é difícil, ser capaz de manipula-las é ainda mais. Os Ladrões são uma das poucas pessoas capazes de desarmar armadilhas ou mesmo modificá-las, ou construir outras. Se a jogada falhar por 10 ou mais, a armadilha é ativada. Para usar esta habilidade eles precisam de ferramentas de ladrão, mas podem tentar improvisar, sendo penalizados em 15%. Só é permitido uma tentativa por armadilha por dia. 
Abrir Fechaduras: Especialistas em entrar onde não são convidados, os Ladrões são capazes de abrir fechaduras de todos os tipos. Para isso eles precisam de ferramentas de ladrão, mas podem tentar improvisar, sendo penalizados em 15%. Só é permitido uma tentativa por fechadura por dia. 
Conhecimento Urbano: Essa habilidade permite o Ladrão a obter conhecimentos sobre as cidades, vilas, fortes e outros povoados que visita ou já visitou. Com ele, o Ladrão pode descobrir quem são os poderosos, como é o crime na cidade, onde é possível obter itens ilegais e outras coisas do tipo. Uma falha por mais de 10 pontos pode chamar atenção indesejada. 
Ouvir Ruídos: Acostumados a andar em silêncio, os Ladrões tem um ouvido muito mais apurados para os barulhos. Com essa habilidade eles são capazes de ouvir ruídos muito baixos, conversas do outro lado de uma parede sólida e passos vindo de um corredor longínquo.

Decifrar Linguagens: Os ladrões, devido a sua necessidade de adentrar lugares proibidos e tumbas antigas, acabam aprendendo a desprender significados de quase todos as inscrições que encontram. Eles não são capazes de ler palavra por palavra como as línguas que conhecem, mas conseguem entender de maneira geral a mensagem. Assim, eles tem uma chance por nível em 12 de entender o significado das inscrições. encontradas. Ou seja, no quarto nível ele tem 4 chances em 12 de entender o que está escrito na tumba de um antigo rei. O mestre pode aplicar modificadores de até -3 para idiomas muito diferentes e antigos. Essa chance ainda é alterada pelo modificador de Intelecto do personagem.

Linguagem Secreta: Os Ladrões, para poderem se comunicar entre si e não deixar que os outros saibam o que eles estão falando, criaram uma linguagem secreta, que eles conseguem adaptar para parecer quase qualquer língua, falando palavras aparentemente comuns mas com significados únicos para eles. Assim, eles conseguem se comunicar entre si sem que ninguém saiba o que eles estão dizendo de verdade. É proibido ensinar essa linguagem a outros, e algumas guildas punem com a morte aqueles que descumprem essa lei.

Avaliação: Com o tempo, os Ladrões passam a ter um conhecimento e um instinto muito bom para determinar o valor de objetos, armas, moedas antigas e outras coisas. Assim, quando querem avaliar algo, eles possuem uma chance por nível em 12 de acertar dentro de 20%(d20) o valor do item. O mestre pode impor um modificador de até -3 devido a raridade, estranheza ou condições do item. Essa chance ainda é alterada pelo modificador de Intelecto do personagem.

Ataque pelas Costas: Os Ladrões não são especialistas em combate, pelo menos, não em combates diretos. Acostumados a se manter escondidos, os Ladrões são capazes de fazer ataques mortais quando suas vítimas menos esperam. Assim, quando puderem fazer um ataque no qual a vítima não espera ser atacada por ele, o ladrão soma +4 na jogada de ataque, e tem o dado de dano da sua arma multiplicado por 2, até o quinto nível, quando ele passa a ser multiplicado por 3, e por 4 no décimo nível. Assim, um Ataque pelas costas com uma espada curta daria 2d6 mais modificadores no 1º ao 4º nível, 3d6º do 5º ao 9º, e 4d6 do 10º em diante.

Ler Pergaminhos: Para sobreviver, os Ladrões precisam aprender um pouco de tudo, e isso inclui, até mesmo, um pouco da arte proibida da feitiçaria. Assim, esses personagens tem uma chance em doze igual ao seu nível, menos o nível do círculo da magia, de compreender a magia escrita no pergaminho. Essa chance ainda é modificada pelo seu modificador de intelecto. Assim, um ladrão de 7º nível  tentando lançar uma magia de um pergaminho do 3º círculo, teria que tirar 4 ou menos no d12 para entender a magia, isso se ele não tiver nenhum modificador de Intelecto. Além disso, para lançar um feitiço de um pergaminho o Ladrão Utiliza d20 ao invés de d12 como as outras classes, mas não soma o seu nível na Jogada de Conjuração.

Disfarçar-se: Além de saber se esconder e andar sem ser ouvido, os Ladrões aprendem a se misturar na multidão e a se passar por quem eles não são. Assim, se tiver o material necessário, o Ladrão pode fazer um teste de Personalidade com dificuldade dependendo do julgamento do mestre (mas com redução de uma categoria devido ao treinamento do Ladrão) em relação a quem ou o que ele quiser se parecer.

Forjar Documentos: Além da capacidade de se disfarçar, os Ladrões aprendem a fabricar documentos que pareçam reais. Para cada nível do personagem, ele tem uma chance em doze (mais modificador do atributo Intelecto) de reproduzir fielmente um documento. O mestre pode impor um redutor de até -3 de acordo com a dificuldade de reproduzir algo muito detalhado ou específico.

Manipular Venenos: Apesar de não serem especialistas nisso, como os Assassinos, os Ladrões são capazes de utilizar venenos das categorias A e B (no 9º nível) sem se intoxicarem se rolarem em um d12 o seu nível ou menos. Se tentarem utilizar veneno da categoria C eles tem 50% de chance de se envenenarem automaticamente.

Sorte Aumentada: Os Ladrões são, possivelmente, a classe mais dependente da Sorte. O que é que dita se o guarda do castelo está dormindo ou alerta? Se há uma patrulha passando exatamente naquele momento? Se a janela do terceiro andar da torre está trancada? A sorte, é claro. Por isso, esses indivíduos aprenderam a espremer o doce néctar da Sorte para tirar o maior proveito dela. Toda vez que um Ladrão faz um Sacrifício de Sorte, considera-se que ele gastou um ponto a mais, aumentando o dado de bônus. Além disso, Ladrões recuperam um ponto de sorte para cada semana que passarem aproveitando a boa vida, gastando ouro, bebendo, comendo, tendo boas companhias.

Usando Sorte: Como dito acima, os ladrões são extremamente dependentes de sua Sorte. No entanto, parece que a dama dos dados sorri para eles constantemente. Dessa forma, toda vez que algo puder ser determinado pela sorte, os testes feitos pelos Ladrões são considerados um nível de dificuldade menor, diminuindo o tamanho dos dados rolados. 

Guilda de Ladrões: Chega um ponto na carreira de um Ladrão que ele já tem reputação o suficiente para montar uma Guilda de Profissionais do Crime. Dessa forma, ele começa a atrair seguidores e outros Ladrões para montar sua guilda em uma cidade. Isso pode trazer conflito com guildas já existentes ou governos locais, mas também trás grandes retornos financeiros.

Títulos: Marginal, Bandido, Ladrão, Assaltante, Enganador, Trapaceiro, Criminoso, Chefão, Rei do Crime.

Aspectos: Ágil, Silencioso, Esperto, Mãos Leves, Falador, Atento

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.