quinta-feira, 7 de abril de 2016

Crônicas de B&B - Movido a FATE - Geração de Atributos Aleatória?

Eu sou, inegavelmente, um apaixonado pelos RPGs Old School, pela OSR, pela literatura do Appendix N, pela aleatoriedade e por várias outras características deste estilo ancestral de jogar RPG. Isso, no entanto, não me impede de apreciar outros jogos e estilo. Mas, acima de tudo, isso me faz querer experimentar com todos eles, e ver como funcionaria algumas premissas dos meus jogos favoritos com estes novos jogos.

Pensando nisso e na minha adaptação de jogos de Espada & Feitiçaria inspirados na literatura do Appendix N para o sistema FATE, me surgiu a ideia de usar um método diferente para gerar os valores dos Atributos dos personagens (no Crônicas de Bruxos & Bábaros - Movido a FATE usaremos Atributos ao invés de perícias ou abordagens, mas o uso é bastante similar) de maneira diferente da costumeira (distribuição de valores fixos) e mais similar ao método tradicional dos jogos Old School. Dessa forma, os personagens teriam valores de atributos variados, tendendo a uma média, e aqueles que teriam atributos bastante elevados seria realmente especiais. Em um tópico escrito há algum tempo, eu falei um pouco sobre por que eu curto esse método de criação de personagens.

Assim, aproveitando que no Crônicas de Bruxos & Bárbaros - Movido a FATE eu usaria o método D6-D6 (gerando números de -5 a +5 ) com um dado sendo o dado do caos e o outro o dado da ordem, os atributos seria gerados como nos jogos de fantasia tradicionais, rolando 3d6 em ordem e obtendo o valor de acordo com a tabela abaixo.

3d6
Valor do Atributo
3
-3
4-5
-2
6-8
-1
9-12
+0
13-15
+1
16-17
+2
18
+3

Sim, eu sei que isso vai um pouco na contramão dos personagens "competentes" que o livro do FATE Core fala, mas acho que os personagens podem ser competentes em alguns atributos e fracos em outros, sem problemas. Caso haja necessidade, podemos sempre usar o método água com açucar de rolar 4d6 e tirar o menor resultado para os atributos, ainda mantendo a rolagem em ordem para forçar uma geração aleatória e fazer o jogador ter que lidar com o resultado ao invés de fazer aquele personagem idealizado.

Eu não sei se sou só eu, mas ver aqueles personagens que só possuem bônus nos atributos me deixa um pouco incomodado. Acho fraquezas traços importantes dos personagens, que ajuda a definí-los e torná-los mais críveis. Além disso, com valores variáveis e não fixos, acredito que a criação dos personagens se torne mais orgânica e menos previsível. Ao invés de vir com a concepção do personagem pronta na cabeça, os jogadores serão desafiados e criar algo na hora com o que os dados lhes fornecer.

No entanto, tudo isso ainda é uma experiência. Eu espero sinceramente que ela dê certo e que eu possa inserir isto como uma alternativa no Crônicas de B&B – Movido a FATE. Quem quiser experimentar ou tiver alguma opinião sobre o assunto, sinta-se livre para manifestá-la.

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.