quinta-feira, 13 de junho de 2013

Itens Mágicos - O Queijo Infindável

Em outra oportunidade, fiz uma postagem sobre como tornar os itens mágicos de um jogo mais fantásticos e misteriosos. Agora, está na vez de trazer alguns exemplos e criar objetos que possam ser utilizadas nas mesas por aí. Por isso, criei uma série que trará sempre um item mágico diferente, com uma origem, história, propósito, poderes e, por que não, ganchos de aventuras ligados a ele. Já escrevi sobre uma mochila mágica, e uma moeda amaldiçoada.

O Queijo Infindável: Este queijo parece um alimento comum, até mesmo um pouco envelhecido, com um aroma forte. De cor amarelada, sempre com alguns traços brancos de início de mofo, este queijo não tem um gosto muito bom, mas traz grandes vantagens àqueles que o possuírem. O queijo, quando consumido parcialmente, alimenta a pessoa por um dia inteiro e a deixa mais vigorosa e resistente. No entanto, ela se torna um tanto quanto destemida, sem se preocupar tanto com sua própria segurança.

Poderes: O poder inicialmente percebido por quem consome metade do queijo, que é relativamente pequeno, é a saciação imediata de fome e sede. Além disso, o queijo é capaz de causar um bem estar na pessoa, resultando em alívio de dor (recuperação de pontos de vida), e aumento de confiança. O mestre deve tratar isso como uma cura leve (1d6 a 1d8 pontos de vida) e um bônus de +2 para resistir a efeitos de medo, por exemplo. Acontece que existem efeitos colaterais também. O personagem se tornam extremamente auto-confiante, não exitando e realizar quaisquer tipos de ações (ou seja, nada de ficar com medo de tomar decisões e fugir a qualquer sinal de perigo para si próprio). Além disso, aquele que comeu o queijo se torna um tanto possessivo em relação a ele, não permitindo que nenhuma outra pessoa toque ou mexa no queijo. Este, por sua vez, volta a crescer e se torna inteiro novamente depois de 8 horas. Se por um acaso alguém consumir o queijo por inteiro, essa pessoa recuperará todos os seus pontos de vida perdidos, mas ficará permanentemente com os efeitos colaterais, o que provavelmente a levará a morte (provavelmente foi assim que os outros pedaços de queijo foram parar em outras mãos).

Origem: Diz a lenda que esse queijo foi criado e dividido em 8 pedaços por um feiticeiro que possuía servos viajantes e não queria que eles perdessem tempo preparando e procurando alimentos. Acontece que alguns desses servos, afetados pelos efeitos colaterais do Queijo, resolveram fugir e se tornar independentes de seu antigo mestre. Muitos pereceram e seus tesouros, incluindo este alimento, estão perdidos até hoje. A verdade é que, de fato, não se tem notícia de mais do que 8 pedaços desse queijo, e cada um que já foi achada se encontrava a grandes distâncias uns dos outros.

História: O primeiro relato sobre o Queijo Infindável veio de uma cidade no oriente, onde um nômade do deserto o tentou vender para o Rei local por uma soma absurda de ouro, mas foi roubado e morto pouco depois da audiência com o monarca. Ao longo do tempo, outras histórias surgiram, relatando viajantes e aventureiros que diziam possuir um queijo que os deixava mais fortes e vigorosos e que os alimentava mais do que um pernil inteiro e uma garrafa de vinho. É sabido de brigas e assassinatos por causa deste alimento mágico, especialmente uma que aconteceu quando um homem do sul reuniu três pedaços do queijo e não exitava em contar para todos sobre o seu sucesso.

Propósito: O propósito do queijo era dar sustentação para os servos do feiticeiro e fazê-los mais motivados para realizar as tarefas que lhes foram atribuídas. No entanto, o poder do Queijo fez com que aqueles que o consumissem se tornassem mais corajosos, independentes, e cabeças duras. Talvez o próprio queijo tenha objetivos próprios, seja disseminar discórdia e tolice entre aqueles que o comem.

Ganchos para Aventuras
1. Os personagens são contratados por um explorador um tanto incomum. Ele não parece preparado para aventuras, mas é super auto-confiante. A noite, ele sempre come um pedaço de queijo que parece nunca acabar.
2. Um velho misterioso procura por pessoas para encontrar pedaços velhos de queijo em lugares muito distantes, e ele insiste para que ninguém os prove.
3. Os aventureiros encontram um eremita louco que os ataca achando que eles estão ali para roubar o seu queijo.

Esta postagem foi feita para a Ciranda de Blogs de Junho de 2013, cujo o tema eleito foi "Queijo". Aliás, um tema bem desafiador. Demorei bastante para criar algo para ele. E você, já criou algo para a Ciranda desse mês?

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.