segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Vem aí, Espadas Afiadas & Feitiços Sinistros!

O blog pode parecer parado mas, na verdade, estamos nos movendo mais rápido do que seus olhos conseguem perceber!

Brincadeiras a parte, a verdade é que parece que estamos tendo uma certa mudança sobre como estamos produzindo material atualmente. Talvez influenciado pela cultura dos Zines e do espírito "Faça Você Mesmo" (Do It Yourself – DIY), tenho passado mais tempo tentando criar coisas mais palpáveis, sólidas e que possam ser desfrutadas mais completamente por todo mundo. Depois do zine Caveira Velha #0 (que você ainda pode adquirir aqui), um novo projeto surgiu e está prestes a ser terminado!

Espadas Afiadas & Feitiços Sinistros


Inspirado pelas histórias de autores como Robert E. Howard, Clark Ashton Smith, Lin Carter, Fritz Leiber, Michael Moorcock, H. P. Lovecraft e outros, assim como pelo jogo de fantasia original e as diversas reinvenções, reinterpretações e hacks da Old School Renaissance (OSR), vem aí um jogo de RPG de Espada e Feitiçaria com regras leves, rápidas e bastante flexíveis.

O Espadas Afiadas & Feitiços Sinistros foi criado para ser de fácil manuseio e customização para mestres e jogadores com pouco tempo e muita criatividade. Um jogo completíssimo em 64 páginas (incluindo ilustrações, geradores de aventura, e ferramentas de improvisação). Em pouquíssimos minutos um grupo pode criar seus personagens e começar a jogar, se aventurando por um mundo decadente, onde corajosos aventureiros enfrentam bestas ancestrais e de outros mundos enquanto buscam por tesouros antigos e segredos proibidos.

Como o jogo é bem simples, fica complicado fazer uma prévia sem, praticamente, mostrar ele todo pronto. Assim, algumas das coisas que eu posso adiantar e que são um diferencial dele em relação a outros jogos são as seguintes:

  • Um jogo completo em 64 páginas. Ou seja, você consegue ler e começar a jogar no mesmo dia!
  • Quatro atributos básicos nos quais todas as ações no jogo são baseadas: Físico, Agilidade, Intelecto e Vontade.
  • Sistema de Arquétipos com Vocações, dando total liberdade na criação de personagem. Você pode ser um bárbaro, um cavaleiro, um ranger, um pirata, um mercenário, um assassino, um contrabandista, um ladrão, um bruxo ou qualquer coisa que você queira ser. Não há uma lista pré-determinada de classes limitando suas escolhas.
  • Sistema de magia sem nível, permitindo que um conjurador tente lançar qualquer feitiço que consiga aprender. Quanto mais poderosa a magia, no entanto, maiores são os riscos de tentar conjurá-las.
  • Sistema de magia não-vanciano. Pelo menos, não da forma como conhecemos. Um conjurador pode tentar conjurar uma magia diversas vezes. Entretanto, cada tentativa carrega em si uma série de riscos. Ele pode ser bem sucedido diversas vezes, apenas para falhar em uma tentativa e botar tudo a perder. Magias podem ser poderosas, mas são também perigosas.
  • Armaduras não tornam o personagem mais difícil de ser acertado, mas reduzem o dano potencial recebido. Uma armadura completa pode te deixar com uma mobilidade baixa, mas tornam ataques bem menos eficazes.
  • Mecânica de Sorte, ajudando a definir situações em que, nem sempre, seus personagens possuem controle e permitindo que seja possível a criação de personagens "sortudos" como na literatura que inspira o jogo.
  • Sistema de carga e equipamentos simplificado e bastante intuitivo.
  • Sistema de complicações que, além de dar cor e histórico aos personagens, serve como uma ferramenta do jogo para inserção de histórias pessoais nas aventuras.
  • Sistema abstrato de combate e distâncias, permitindo combates sem uso de miniaturas e sem a necessidade de se contar quadradinhos e outros detalhes mais complexos.
  • Não há cura mágica. Pelo menos, não de forma acessível e conhecida. Combates podem ser bastante mortais, então os jogadores precisam pensar bem se vale a pena resolver toda situação na ponta de suas espadas.
  • Itens Mágicos são raros e sempre possuem um propósito. Seus poderes também sempre vem com um preço (que nem sempre é claro).
  • Sistema de experiência simples e que permite um avanço focado e diferenciado do personagem. Os personagens passam de nível dependendo do número de aventuras que participaram e, a cada novo nível, precisam de ainda mais aventuras para se aprimorarem.
  • Gerador de ideias de aventuras que permite a criação de mais de 2 milhões de combinações e, até a criação de uma aventura na hora, de forma colaborativa!
  • Ferramenta para improvisação, focando na exploração de locais de aventuras!


Isso tudo sem falar nas ilustrações exclusivas, ficha desenhada a mão e as possíveis adições de aventuras prontas, cenários e outras coisas a serem anunciadas futuramente.

O texto do jogo está pronto e revisado. A arte da capa está sendo criada e as ilustrações internas também. Em pouco tempo poderemos lançar esse jogo para vocês (e para mim mesmo também)!

Se você gostou da postagem, visite a página do Pontos de Experiência no Facebook e clique em curtir. Você pode seguir o blog no Twitter também no @diogoxp.